quinta-feira , fevereiro 23 2017
Home / Política / Mulher que recebeu dois votos na eleição em SP não sabia que era candidata

Mulher que recebeu dois votos na eleição em SP não sabia que era candidata

Vanda Maria mostra impressão do registro da candidatura (Foto: Simon Plestenjak/Folhapress)
Logo após a divulgação dos resultados eleitorais, Leonardo, filho da advogada Vanda Maria da Silva Duo, 51, enviou uma mensagem brincando com a mãe: “Você ainda teve dois votos. Ficou entre os dez menos votados”.
 
Vanda só havia descoberto que disputava uma vaga para a Câmara Municipal de São Paulo dias antes. “Joguei meu nome na internet e apareceu que era candidata. Fiquei chocada”, afirma.
 
Em 2008, ela disputou a eleição pelo PTN. Teve 761 votos e decidiu que não seria mais candidata. “Me arrependi amargamente”, conta a advogada, que não revela em quem votou.
 
Vanda diz que desde então não mais teve contato com os membros do partido.
 
Nos últimos dias, ela tem tentado provar que o partido usou documentos da eleição passada para registrar sua candidatura. Já fez um boletim de ocorrência e vai procurar o Ministério Público para que investigue o caso.
 
“É coisa séria. Tenho que fazer a prestação de contas e encerrar o CNPJ”, afirma Vanda, que promete entrar com uma ação contra o PTN.
 
A advogada afirma que está se sentindo “humilhada” por aparecer na lista do votados na penúltima colocação.
 
“Tenho dois filhos, pai e mãe. Pelo menos, cinco votos conseguiria”, afirma.
 

O PTN diz que houve um “desencontro de informações” e nega que a inscrição tenha sido feita para cumprir a cota de 30% de mulheres. Dos 106 candidatos da coligação PTN-PT do B, 29 eram mulheres. Ninguém se elegeu.

Fonte: Folha.com/ A Miséria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.