terça-feira , fevereiro 21 2017
Home / Futebol / Jogadores do Santa Cruz invadem coletiva de treinador após derrota

Jogadores do Santa Cruz invadem coletiva de treinador após derrota

Recife, PE, 30 (AFI) – Após perder da Ponte Preta, por 3 a 0, no Arruda, e acumular sua quarta derrota consecutiva no Campeonato Brasileiro o Santa Cruz entrou em crise. Que levou parte da Imprensa sugerir que haveria um boicote dos jogadores com o técnico Milton Mendes. Liderados por Uilliam Correia, que teria sido acusado de divulgar o fato, os jogadores invadiram a entrevista coletiva do treinador para “lavar a roupa suja em público”.

Milton Mendes apaziguou o clima pesado na coletiva pós derrota do Santa Cruz
Milton Mendes apaziguou o clima pesado na coletiva pós derrota do Santa Cruz

Apontando para seus companheiros, Uilliam Correia indagou a todos sobre a “onda” de boicote.

“Todos estão aqui, então alguém diz ai se estamos fazendo corpo mole ou atrapalhando o trabalho do nosso treinador !”, sugeriu Correia. Depois ele indagou um repórter que insistia nisso.
“Você está mudando as coisas e colocando na minha boca o que eu não falei. Disse que precisaríamos mudar, mas dentro de campo, porque estávamos errando muito”, concluiu.

TV REGISTROU A VERDADE
O que o volante disse no intervalo foi registrado nas câmeras da televisão.

“Não podemos deixar a ansiedade atrapalhar nossas ações. A Ponte tem um propósito: jogar no erro. Tomamos dois gols nos nossos erros. Agora é corrigir, cabeça fresca, para voltar, fazer o primeiro e buscar o segundo”.

O próprio Milton Mendes acalmou seus jogadores que deixaram a coletiva aos poucos. Mas ele não escondia a apatia.

“Sabemos que precisamos reforçar o grupo porque o Brasileiro é uma competição muito forte, onde a cobrança é forte e são jogos duros em cima de jogos mais duros ainda”, lamentou.

VETERANOS EM DEFESA

Depois foi a vez de Léo Moura, com sua experiência, falar. Ele foi substituído no intervalo por Mário Sérgio.

“Aqui todos querem o melhor para o clube. Só juntos nós vamos conseguir mudar esta situação”.

O experiente Grafite, artilheiro do time com oito gols, também usou sua experiência para comentar sobre o momento difícil vivido pelo clube.

“É um momento difícil, bastante complicado. Mas no futebol a gente vive bons e maus momentos. Temos que trabalhar mais, acertar as falhas e virar isso. Eu mesmo perdi duas boas chances”, concluiu.

O Santa Cruz, agora, vai tentar esquecer os tropeços e a penúltima posição, com 11 pontos, diante do Botafogo, domingo, às 16 horas, em Juiz de Fora (MG).

Fonte: Futebol Interior

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.