sexta-feira , fevereiro 24 2017
Home / RN / Educação: Servidores do IFRN retomam atividades

Educação: Servidores do IFRN retomam atividades

Os servidores do IFRN decidiram suspender a greve que se iniciou dia 21 de junho deste ano. Uma assembleia da categoria, realizada nesta semana, em Natal, deicidiu pela suspensão. Ao todo, foram 111 favoráveis ao fim da paralisação, 70 contra e 44 abstenções. Votaram tanto professores quanto técnicos administrativos, que aderiram conjuntamente à paralisação. O retorno às atividades normais, porém, está previsto somente para o dia 20 de setembro. 
Ainda esta semana, o Sinasefe Natal vai realizar uma rodada de reunião nos Campus para discutir a construção do Termo de Acordo, documento que define os pontos essenciais do retorno às atividades. O Termo de Acordo deverá passar pela análise e aprovação da gestão do Instituto, representada pelo reitor. O retorno dos servidores ficou marcado para 72 horas após a assinatura do Termo. Caso seja assinado dia 17, conforme reunião programada, a volta às aulas ocorre dia 20.

Segundo os servidores presentes à assembleia, as 72 horas seguintes à assinatura do Termo de Acordo são necessárias para reorganização dos transportes que levam os estudantes, professores e técnicos administrativos aos Campus do interior. Já a definição do novo calendário acadêmico demanda um pouco mais de tempo. “As aulas são retomadas e, enquanto isso, se trabalha na construção do novo calendário”, esclareceu José de Ribamar Silva Oliveira, pró-reitor de Ensino.

Com a decisão pela suspensão da greve, a Pró-reitoria de Ensino do IFRN pede a colaboração dos alunos para que acessem com frequência o site do Instituto. Nele, será divulgada a data definitiva de retorno às aulas e das matrículas que não puderam acontecer devido à greve.

Já em Mossoró, os servidores também decidiram suspender a greve, mas retomam as atividades no dia 17. Enquanto não for definido um novo calendário, as aulas serão ministradas de acordo com o horário de aulas e o calendário acadêmico que estavam em vigor antes do início da greve.
Fonte: Tribuna do Norte

Image and video hosting by TinyPicImage and video hosting by TinyPic

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.