sábado , dezembro 10 2016
Home / Futebol / Grandes Clubes da América ameaçam boicotar Libertadores

Grandes Clubes da América ameaçam boicotar Libertadores

Visando melhor premiação, os grandes clubes sul-americanos ameaçam boicotar a Copa Liberadores deste ano.

A Liga Sul-Americana ameaça a realização da Copa Libertadores em 2016. Em janeiro deste ano, 15 dos principais clubes do continente – sem brasileiros incluídos – deram início ao grupo e com um objetivo claro: melhorar a premiação dos participantes do maior torneio do continente, que começa nesta terça-feira.

(foto:divulgação/Conmebol)
(foto:divulgação/Conmebol)

“Vimos com surpresa que se firmou um novo contrato e ninguém sabia de nada. Os direitos e os dinheiros são dos clubes, precisamos dessas receitas. Cabe a possibilidade que não se jogue a Copa Libertadores. Se não chegarmos a um acordo, os grandes não jogam a Copa Libertadores”, disse Juan Pedro Damiani, presidente do Peñarol, ao canal TyC Sports.

A reclamação do dirigente é que a Conmebol renegociou os contratos da competição sem avisar aos clubes, que agora ameaçam um boicote. A Liga voltará a se reunir na próxima quarta-feira, em Buenos Aires.

Após o final da edição 2015, a Conmebol encerrou o contrato com a TyC Sports e fechou outro com a Fox Sports, aumentando a premiação total da Libertadores entre 30 e 40%, uma reclamação antiga das equipes.

A Liga Sul-Americana de Clubes é composta atualmente por Boca Juniors, Racing, River Plate e San Lorenzo (Argentina); Colo-Colo, Universidad Católica e Universidad de Chile (Chile); LDU (Equador); Cerro Porteño e Olimpia (Paraguai); Melgar e Sporting Cristal (Peru); Nacional, Peñarol e River Plate (Uruguai).

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.