sábado , dezembro 3 2016
Home / RN / Trecho da av.Alberto Maranhão segue interditado em Mossoró

Trecho da av.Alberto Maranhão segue interditado em Mossoró

Capim Macio, Mirassol e Ponta Negra recebem obras de abastecimento da Caern

O trecho da Avenida Alberto Maranhão, entre as ruas Luís Colombo e Geraldo Couto, no bairro Bom Jardim, continua interditado. O serviço de troca de tubulação do emissário de esgoto no local entrou na fase final da obra nos cruzamentos da Alberto Maranhão com a Luís Colombo e da Alberto Maranhão com Geraldo Couto. Mesmo após a conclusão do serviço, por questão de segurança, será preciso aguardar a secagem das tampas das caixas instaladas. Além disso, será feita a reposição asfáltica no local. Os motoristas têm várias opções de rotas alternativas pegando vias nas proximidades para evitar este trecho do Bom Jardim.

O serviço foi feito de forma emergencial porque este trecho da avenida Alberto Maranhão estava registrando afundamentos no asfalto em razão da tubulação do emissário ser antiga. O desgaste da tubulação colocava em risco o trânsito de veículos na via. Estão sendo trocados 160 metros de emissário de gravidade com diâmetro de 600 metros.

A obra iniciada em 13 de janeiro é demorada porque foi preciso fazer escavações com profundidade de três metros para a colocação de tubulação de grande diâmetro. O serviço por envolver escavação deve seguir as normas e garantir a segurança dos envolvidos na obra. O valor do investimento é de R$ 267 mil. A tubulação da avenida Alberto Maranhão conduz os efluentes dos imóveis dos bairros 12 anos, Nova Betânia, Bom Jardim e Santo Antônio para as lagoas da Estação de Tratamento de Esgotos Cajazeiras.

Capim Macio, Mirassol e Ponta Negra recebem obras de abastecimento da Caern

Três bairros da Zona Sul de Natal estão recebendo obras de engenharia para ampliação e melhoria do sistema de abastecimento de água, além de setorização e substituição de redes da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte. Os bairros são Capim Macio, Mirassol e Ponta Negra. As obras vão melhorar a qualidade do abastecimento de água às comunidades e reduzir as perdas, que são ocasionadas por furtos de água.

Atendendo a um dos nortes do plano diretor do município, a ação irá subdividir o bairro de Capim Macio em três setores de abastecimento, que serão atendidos pelos reservatórios R-6 (em Candelária), R-10 (Ponta Negra) e R-11 (Pirangi). Atualmente, o abastecimento de água de Capim Macio é suprido, em parte, apenas pelo reservatório R-6 e através de poços que “injetam” a água diretamente na rede de abastecimento. Mas isso tem desvantagens, como enfatiza Hazen Pereira, engenheiro civil das Caern: “Se faltar energia elétrica ou uma bomba quebrar, o abastecimento da região fica comprometido”.

A obra caracteriza a construção de subadutoras dos poços para o R-10 e parte para o R-11. Um novo reservatório apoiado está em construção e irá receber parte da água desses poços e também da Lagoa do Jiqui.

Os índices de perda de água, ocasionada por furtos de água, serão reduzidos, assim como a qualidade da distribuição, informou Hazen Pereira: “A setorização de redes de distribuição pode detectar irregularidades no abastecimento e assim a Caern poderá traçar estratégias comerciais para o controle eficaz da água distribuída (micromedição) e equilibrar a pressão na rede e o controle da vazão, que reduz perdas físicas e promove a regularização da pressão da água exigida pela lei.”

A obra beneficia os bairros Capim Macio, Mirassol e Ponta Negra, contemplando cerca de 1.977 famílias. Está orçada em R$ 6.329.191,44 e a previsão de conclusão é para maio de 2015.

ACS Caern

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.