domingo , dezembro 11 2016
Home / Futebol / Santa Cruz empata com Náutico e não entra no G4

Santa Cruz empata com Náutico e não entra no G4

Há uma semana, o Santa Cruz esteve na Arena Pernambuco para enfrentar o América-RN e desperdiçou a chance de entrar no G-4 da Série B pela primeira vez. A derrota adiou o sonho para este sábado. No entanto, no mesmo local, os tricolores voltaram a falhar. Coube ao Náutico atrapalhar a vida do rival. Mesmo sem tantas aspirações, o Timbu entrou em campo motivado e conseguiu ao travar o time coral num jogo movimentado, apesar do empate por 0 a 0. Se tivesse que ter um vencedor, seria o Náutico.
O empate, além de evitar a entrada no G-4, fez o Santa Cruz perder uma posição, caindo para sétimo lugar, com 52 pontos. A quatro rodadas do fim da competição, no entanto, a distância para o G-4 permanece um ponto. O Náutico segue em 12º e cada vez mais longe de brigar pelo acesso. Ainda há mínimas chances.
Os rivais terão agora uma semana inteira para trabalhar até o próximo sábado. Os alvirrubros voltam a jogar na Arena Pernambuco, contra o Luverdense. O Santa Cruz vai até Bragança Paulista enfrentar o Bragantino.

Por todo o contexto, havia a expectativa de superioridade do Santa Cruz. E, apesar de visitante, com apenas 3.700 ingressos à disposição, a torcida coral era maioria. No entanto, quando a bola rolou, o Náutico é que começou o jogo como se estivesse na porta de entrada do G-4. Por pouco, não abriu o placar em uma bela jogada de Marinho logo aos dois minutos. O camisa 7 deu um lençol em Renan Fonseca e chutou forte para ótima defesa de Tiago Cardoso.

Santa Cruz empata com Náutico e não entra no G4
Tricolores e alvirrubros fizeram um duelo pegado na Arena PE (Foto: Aldo Carneiro/Pernambuco Press)

O Timbu seguiu na pressão por mais 30 minutos e assustou principalmente em jogadas aéreas, mas não conseguiu acertar a meta. O Santa só acordou a partir dos 34 minutos, quando Wescley, em duas belas jogadas individuais, por muito pouco não abriu o placar. O meia coral criou e desperdiçou as duas melhores oportunidades da primeira etapa.
Os 15 minutos de intervalo parecem ter feito muito bem ao Náutico, que caiu de produção no final da primeira etapa, mas voltou para o segundo tempo pressionando. Comandados por Marinho e Cañete, os alvirrubros deram trabalho ao goleiro Tiago Cardoso. Parecia um repeteco do primeiro tempo. Os tricolores só acordaram por volta dos 30 minutos, quando Cassiano mandou o primeiro chute a gol e por pouco não abriu o placar. Tiago Costa teve a bola do jogo aos 37, mas parou em Júlio César e viu o sonho do G-4 ser adiado mais uma vez.

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.