segunda-feira , dezembro 5 2016
Home / Política / Dupla traição: Deputado é flagrado na cama de mulher de prefeito na PB

Dupla traição: Deputado é flagrado na cama de mulher de prefeito na PB

Eleições na Paraíba foram rodeadas de traições: políticas e conjugal.

Dupla traição: Deputado é flagrado na cama de mulher de prefeito na PB
Deputado é flagrado na cama de mulher de prefeito

Várias traições motivaram rompimentos na disputa eleitoral deste ano na Paraíba. O senador Cássio Cunha Lima, por exemplo, deixou o governador Ricardo Coutinho alegando maus-tratos políticos, resolveu seguir voo solo como candidato ao executivo estadual. O vice-governador Rômulo Gouveia dormiu fazendo juras de amor ao socialista Ricardo Coutinho, atual governador, e amanheceu concedendo entrevista coletiva acusando o ex-parceiro de chapa de abandoná-lo.

dupla-traicao-deputado-e-flagrado-na-cama-de-mulher-de-prefeito-na-pb-2
Ex-prefeito de Catolé do Rocha ao lado da esposa, pivô do racha com o primo

Porém, a traição que mais repercutiu na Paraíba aconteceu na cidade de Catolé do Rocha, Sertão do Estado. Lá, o ex-prefeito da cidade, Lauro Sérgio Maia de Vasconcelos (PMDB), rompeu com o primo Gervásio Maia, que é deputado estadual, após flagrar o parlamentar fazendo sexo com sua esposa Sandra Mara. Gervasinho, como é conhecido, costumava se hospedar na casa do primo, que era seu principal apoiador político na região.

Lauro disse que, agora, está separado de Sandra Mara Rafael e já deu entrada no pedido de divórcio. “Rompi com Gervásio pela traição ao povo de Catolé. Peguei ele com a minha mulher em minha cama, na minha casa. Gervásio desrespeitou a mim. Me traiu! Desrespeitou minha família dentro de minha casa e traiu Catolé. E eu tratava Gervásio como filho…!”, disse o ex-prefeito Lauro Maia ao Portal MaisPB.
Mesmo perdendo o importante apoio, o deputado galã conseguiu a reeleição, apesar da encrenca em que se meteu.

redacaojuniorduarte@gmail.com

via Flores News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.