sexta-feira , dezembro 2 2016
Home / RN / Natal:15 pessoas presas e 82 CNHs apreendidas em blitz da Lei Seca

Natal:15 pessoas presas e 82 CNHs apreendidas em blitz da Lei Seca

Quinze pessoas foram presas e 82 carteiras de habilitação apreendidas durante duas blitzen da Lei Seca realizadas na madrugada deste sábado (6) na Zona Sul de Natal. A primeira barreira foi montada na Rua Walter Duarte e a segunda na Avenida Engenheiro Roberto Freire. De acordo com a Polícia Militar, dois carros foram guinchados para o pátio do Detran por problemas na documentação.

Ao todo foram realizados, 749 testes do bafômetro. Na Rua Walter Duarte 13 pessoas foram presas após o teste do bafômetro apontar embriaguez. Já na Avenida Engenheiro Roberto Freire 2 pessoas foram presas. Todos foram encaminhados para a Delegacia de Plantão da Zona Sul.

Estatísticas

Somente este ano, no período de janeiro a julho, 1.914 motoristas foram autuados e 471 presos por embriaguez ao volante no Rio Grande do Norte. A maioria, durante barreiras de fiscalização realizadas em Natal. Neste período, 1.718 carteiras de habilitação foram retidas. É o que mostram dados divulgados pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran), que em parceria com a Polícia Militar realiza a Operação Lei Seca.
Ainda de acordo com o Detran, durante os primeiros 7 meses do ano, um total de 23.912 condutores foram abordados, sendo realizados 22.952 testes de bafômetro. A estatística também revela que 960 motoristas se negaram a avaliar o índice de álcool no organismo.
“O propósito da Operação Lei Seca é promover a conscientização e a segurança dos condutores e pedestres que utilizam as vias, mas nós também estamos reprimindo os infratores”, comentou Adryano Barbosa, coordenador de Educação e Fiscalização de Trânsito do Detran no RN.

Lei Seca

As regras da Lei Seca consideram ato criminal quando o motorista é flagrado dirigindo com índice de álcool no sangue superior ao permitido pelo Código Brasileiro de Trânsito: 0,34 miligrama de álcool por litro de ar expelido ou 6 decigramas por litro de sangue.
Nesse caso, a pena é de detenção de 6 meses a 3 anos, multa e suspensão temporária da carteira de motorista ou proibição permanente de obter a habilitação.
Condutores autuados por esse tipo de infração pagam R$ 1.915,40 de multa, perdem 7 pontos na carteira e têm a CNH apreendida. O valor é dobrado caso o motorista tenha cometido a mesma infração nos 12 meses anteriores.
Se o bafômetro registrar um índice igual ou superior a 0,05 miligrama de álcool por litro de ar, mas abaixo do 0,34 permitido pelo Código de Trânsito, o condutor é punido apenas com multa.
No exame de sangue, o motorista será multado por qualquer concentração de álcool, e pode ser preso se tiver mais de 6 decigramas de álcool por litro de sangue.

Do G1 RN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.