domingo , dezembro 11 2016
Home / Mundo / Wikimedia é processada por fotógrafo por utilizar selfie de macaco famoso em seu banco de dados

Wikimedia é processada por fotógrafo por utilizar selfie de macaco famoso em seu banco de dados

O fotografo inglês, David Slater alega ser o dono dos direitos autorais da famosa selfie que um macaco tirou com a sua câmera na Indonésia. Para o Wikimedia, a foto é de domínio público, pois o autor não é humano.

 

Lembra disso? Em 2011, o premiado fotógrafo inglês David Slater — especializado em fotos da natureza — foi à Indonésia para capturar imagens de Macaca nigra, uma espécie de macaco que corre risco de extinção. Em um momento de distração, um dos macacos apertou o disparador da câmera de David e tirou algumas das fotos mais célebres da história: as selfies símias.

O que no passado rendeu prestígio para o fotógrafo, hoje virou dor de cabeça. A história é a seguinte: a Wikimedia, organização que coleta e disponibiliza na internet imagens livres de direitos autorais, pegou as fotos do macaco e colocou em seu acervo — que conta com mais de 22 milhões de imagens de domínio público. E aqui começa a ~treta~. David pediu para que as fotos fossem retiradas e recebeu a seguinte resposta: “Quem tirou as fotos foi o macaco”.

O crédito está lá, na foto. Uma explicação acompanha o arquivo: “Foto tirada por um macaco em Sulawesi, com a câmera de David Slater. Como o material não foi criado por um humano, ele não pode carregar direitos autorias nos Estados Unidos. Não-humanos não podem cobrar direitos autorais. Este arquivo não pode ser enquadrado na política de direitos autorais e é, portanto, de domínio público, pois consiste apenas em informação que é de domínio público e não contém autoria pessoal“.

Segundo o jornal Telegraph, David Slater vai entrar com um processo contra a Wikimedia, alegando prejuízo financeiro com a situação. “O argumento deles é o seguinte: ‘se o macaco tirou a foto, os direitos autorais são dele e não seus’”.

Fonte: Revista VIP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.