sexta-feira , dezembro 2 2016
Home / Futebol / América-RN é goleado por FLu na Arena e dá quase um adeus a Copa do Brasil

América-RN é goleado por FLu na Arena e dá quase um adeus a Copa do Brasil

Cícero foi o nome da partida no confronto da Copa do Brasil em Natal marcando dois gols no jogo que o tricolor venceu por 3 a 0.

Vitória graças a dois gols de um jogador com presença de área, capaz de antecipar-se aos zagueiros e surpreender o goleiro. Fred? Não, Cícero. No primeiro jogo como titular do centroavante, após a Copa do Mundo, foi o meia que roubou a cena. Fez o primeiro e o segundo do 3 a 0 do Fluminense sobre o América-RN, na noite desta quarta-feira, na Arena das Dunas, em Natal, e encaminhou a vaga às oitavas de final da Copa do Brasil.
Fred atuou pela decisão de Cristóvão Borges de poupar quatro atletas, entre eles Rafael Sobis, o atacante titular – não começava desde 18 de maio, quando da derrota para o Grêmio, pelo Brasileirão. E sentiu na pele o duplo desafio que terá pela frente: a concorrência interna no Tricolor e marcação das torcidas adversárias. Foi vaiado a cada toque na bola. No segundo tempo, em ótima assistência, participou do gol de Conca corando o esforço e a movimentação em campo. O América-RN, embora tenha pressionado em alguns momentos, não teve qualidade nas finalizações e parou nas mãos de Diego Cavalieri.
A classificação carioca, então, precisa ser confirmada no próximo dia 13, no Maracanã, no Rio, quando da partida de volta da terceira fase do torneio. O Tricolor pode perder por até dois gols de diferença. No caso de 3 a 0 a favor dos potiguares, a decisão vai para os pênaltis. O América-RN precisa de quatro gols de vantagem ou de placares com 4 a 1, 5 a 2 e afins. Antes deste duelo, porém, no sábado, as duas equipes retomam o Brasileirão. Enquanto o América-RN desafia o Icasa, pela Série B, o Fluminense recebe o Coritiba, pela Série A.
 
Cícero é o nome do jogo
Sem quatro titulares, o Fluminense não sofreu da falta de entrosamento. Elivelton, Edson, Chiquinho e Fred, os substitutos de Henrique, Valencia, Wagner e Rafael Sobis, mantiveram o futebol idealizado por Cristóvão Borges: intensa movimentação e troca de passes. Com eficiência, afinal, apenas no primeiro tempo, o Tricolor teve índice de acerto de 95%. Em um desses, pela esquerda, aos nove minutos, Chiquinho achou Cícero livre dentro da área. O meia teve tempo para dominar e chutar cruzado: 1 a 0. O América-RN foi envolvido e só ameaçou no final da etapa inicial, especialmente em jogada pela direita, com Marcelinho e Pimpão. E sofreu uma baixa: o goleiro Fernando Henrique, ex-Flu, se machucou em choque com Jean Cléber, e precisou ser substituído.
O América-RN ensaiou reação no segundo tempo. Porém, logo aos três minutos, numa repetição do lance do primeiro gol, o Flu fez o segundo. Pela esquerda, Chiquinho cruzou, e Cícero ganhou da defesa e, com um leve toque, venceu o goleiro Dida: a bola passou entre as pernas dele. O Flu manteve a superioridade, e o América-RN, sem conseguir entrar na área, passou a arriscar em chutes de longe. Jeferson e Pimpão abusaram – o time potiguar somou 19 conclusões, contra sete do carioca. Mas a qualidade falou mais alto. Com ótima visão de jogo, Fred serviu a Conca. O argentino driblou o goleiro e fechou o placar: 3 a 0.
(Foto: Anderson Stevens / Photocamera)
Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.