segunda-feira , dezembro 5 2016
Home / Esportes / Rosberg vence GP da Alemanha e abre vantagem; Felipe Massa capota carro

Rosberg vence GP da Alemanha e abre vantagem; Felipe Massa capota carro

O Grande Prêmio da Alemanha foi uma das provas mais animadas do Mundial de Fórmula 1, com acidentes, brigas por posições e ultrapassagens. Mas o local Nico Rosberg não se envolveu em nada disso. Ele ocupou com tranquilidade a primeira colocação durante toda a corrida e venceu diante de sua torcida para abrir vantagem no campeonato novamente.

Rosberg largou na pole position em Hockenheim e rapidamente disparou na primeira colocação, afastando-se de qualquer risco, e viu pelo retrovisor os toques, brigas por posições e ultrapassagens. Mesmo quando fez suas paradas para troca de pneus, o alemão da equipe Mercedes se manteve na frente.

Rosberg vence GP da Alemanha e abre vantagem; Felipe Massa capota carro

A segunda posição na Alemanha acabou com o finlandês Valtteri Bottas, que passou quase toda a prova sem ser incomodadao e subiu ao pódio pela terceira vez consecutiva. A terceira posição foi de Lewis Hamilton depois de impressionante corrida de recuperação, já que largou em 20º por causa de uma batida no treino classificatório e uma punição por trocar a caixa de câmbio.

Companheiro do finlandês na Williams, o brasileiro Felipe Massa mais uma vez abandonou a prova no início. Ele se chocou com dinamarquês Kevin Magnussen ainda na primeira curva, capotou e acompanhou pela televisão quase toda a disputa. Em Silverstone, etapa anterior do calendário, ele foi atingido por Kimi Raikkonen também no giro inicial.

A quarta colocação em Hockenheim no domingo foi de Sebastian Vettel, seguido por Fernando Alonso, Daniel Ricciardo, Nico Hulkenberg, Jenson Button, Kevin Magnussen e Sergio Pérez, da Force India.

A vitória em casa dá mais tranquilidade a Nico Rosberg na primeira colocação do Mundial de Fórmula 1. Ele agora tem 190 pontos, com 14 de vantagem para Hamilton, em duelo interno da equipe Mercedes pelo título. A próxima etapa do calendário é o GP da Hungria, em 27 de julho.

A corrida – Diferentemente dos dias anteriores, em que o calor em Hockenheim foi forte, neste domingo a temperatura estava mais baixa. Chegou a chover antes da prova e as equipes trabalhavam com a possibilidade de a precipitação voltar durante o evento, o que não aconteceu.

Quando as luzes vermelhas se apagaram no grid, Felipe Massa se envolveu em um acidente. O brasileiro, que largou em terceiro, vinha por fora na primeira curva e colidiu com o dinamarquês Kevin Magnussen, que seguiu linha mais fechada. O bico do carro do representante da McLaren se chocou com a lateral da Williams, que capotou e se arrastou em baixa velocidade de cabeça para baixo por alguns metros até virar novamente.

O acidente fez com que o safety car entrasse na pista já na primeira volta em Hockenheim e lá permanecesse por duas voltas. Massa abandonou a prova depois da batida por causa dos danos em seu carro, mas Magnussen prosseguiu na corrida. A batida foi investigada pelos comissários, que não atribuíram punição aos envolvidos.

Quando o carro de segurança retornou aos boxes, Nico Rosberg conseguiu se distanciar do finlandês Valtteri Bottas na ponta e Lewis Hamilton começou a escalar o pelotão. Largando da 20ª colocação, o britânico da Mercedes já ocupava a nona posição no décimo giro, deixando para trás sem dificuldades os carros das equipes pequenas.

Ele só encontrou problemas quando teve à sua frente Daniel Ricciardo e Kimi Raikkonen, mas os superou de uma só vez em uma ousada ultrapassagem dupla. Na manobra, o britânico chegou a tocar no bico do carro do finlandês da Ferrari. Pouco depois, o campeão do Mundial de 2007 ainda quebrou sua asa em disputa de posição com o australiano da Red Bull e o espanhol Fernando Alonso

Na frente, Nico Rosberg foi aos boxes no 16º giro, seguido pelo finlandês Valtteri Bottas. O alemão da Mercedes retornou à pista ainda na primeira colocação, mas com Lewis Hamilton já em segundo. O britânico largou com pneus macios, em vez dos supermacios da maioria dos concorrentes, e assim postergou sua primeira parada.

Bottas conseguiu imprimir bom ritmo depois da troca de pneus e conseguiu ultrapassar Hamilton para reassumir a segunda colocação. O britânico finalmente foi aos boxes e voltou à pista em oitavo para novamente se envolver em boas brigas por posição. Para assumir o sexto posto chegou a tocar em Jenson Button.

Nico Rosberg seguiu sem ser ameaçado na primeira colocação, nem mesmo quando fez sua segunda parada para troca de pneus. Pouco atrás na classificação, Fernando Alonso tentou resistir ao avanço de Lewis Hamilton, mas teve pouco o que fazer já que o britânico estava com pneus supermacios.

A história da corrida qusae foi mudada na 50ª volta, quando o alemão Adrian Sutil rodou na entrada da reta dos boxes e ficou parado no meio da pista. Com a expectativa da entrada do carro de segurança, o que reagruparia os pilotos, Hamilton foi aos boxes novamente para colocar pneus supermacios ainda mais novos. Mas os comissários empurraram a Sauber para fora do circuito.

O britânico da Mercedes caiu para a quarta colocação com o pit-stop e precisou andar em ritmo rápido para alcançar Alonso uma vez mais, mas não teve dificuldades para ultrapassar o espanhol. Hamilton ainda conseguiu alcançar Valtteri Bottas, que passou quase toda a prova sem ser incomodado.

Ele se aproximou rapidamente, mas a alta velocidade de reta da Williams impediu a ultrapassagem. Hamilton teve que se conformar com a terceira posição, vendo Nico Rosberg cruzar a linha de chegada e abrir mais dez pontos na liderança do Mundial.

Esporte Interativo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.