domingo , dezembro 11 2016
Home / RN / Regulamentação do Passe Livre será publicada até o fim do mês de julho

Regulamentação do Passe Livre será publicada até o fim do mês de julho

A Prefeitura do Natal publicou ontem(01 de julho), a lei que institui o Passe Livre nos transportes públicos para os estudantes da rede municipal de ensino. Assim como o acordado anteriormente durante a tramitação da proposta, a Secretaria de Educação de Natal vai arcar com as passagens dos estudantes da rede municipal. Porém, os estudantes de escolas estaduais e federais poderão ser beneficiados, desde que o Governo do Estado ou União assumam os custos. A lei, no entanto, ainda precisa de regulamentação.
Com a proposta aprovada e sancionada pelo prefeito Carlos Eduardo, os estudantes que morarem a, no mínimo, um quilômetro da escola, estiverem devidamente registrados e na lista a ser fornecida pelas escolas ao município, terão direito a até 60 passagens por mês, sendo 44 destinadas aos dias de aula do calendário letivo e 16 correspondentes às atividades culturais e esportivas, desde que essas atividades sejam consideradas de interesse complementar educacional para a instituição escolar onde os estudantes estiverem matriculados. Além disso, o cartão também dará direito a 50% de desconto sobre o valor dos ingressos em eventos sócios, esportivos e culturais realizados em Natal.
Para a confecção dos cartões, a lei define que a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob) deverá arcar com a despesa não havendo repasse dos custos para os estudantes. Em caso de extravio ou perda do cartão, no entanto, os próprios alunos deverão pagar pela segunda via do cartão. 
Nas escolas municipais serão disponibilizadas máquinas que incluirão os créditos nos cartões dos estudantes, os chamados validadores. A recarga será feita, no mínimo, semanalmente, mas ainda será publicado decreto (em até 30 dias) para definir como será realizada e a periodicidade, havendo a necessidade da comprovação de frequência escolar. Caso o cartão seja utilizado por outra pessoa que não seja o titular, poderá haver a suspensão do benefício.
Quanto aos custos com as passagens propriamente ditas, a Prefeitura vai arcar com o valor através de verba da própria Secretaria Municipal de Educação, havendo ainda a possibilidade de abertura de crédito suplementar para custear a gratuidade. No caso de estudantes das redes estadual e federal, a Prefeitura abriu brecha para o benefício, desde que eles entrem no cadastro para o benefício e as demais esferas da administração (Governo do Estado e União) assumam os custos. 
As secretarias de Mobilidade Urbana e de Educação de Natal têm até o fim de julho para proceder a regulamentação, através de decreto, do uso do cartão.
Protestos
A concessão do Passe Livre aos estudantes de Natal foi o foco principal de manifestações populares durante o ano passado. A proposta tramitou na Câmara Municipal do Natal e teve polêmicas com relação à abrangência da gratuidade, havendo vetos a algumas emendas parlamentares. 
O ponto principal de discórdia era quanto aos beneficiários. Enquanto alguns parlamentares queriam a garantia da gratuidade a todos os estudantes da cidade, a Prefeitura disse que só iria arcar com as passagens dos alunos da rede municipal, acatando apenas a possibilidade de que os estudantes das redes estaduais e federal conseguissem a gratuidade mediante a garantia de que o Estado e União assumissem os custos – e assim o projeto foi aprovado.
Tribuna do NOrte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.