domingo , dezembro 4 2016
Home / Copa do Mundo / Jogador Neymar se diz recuperado para enfrentar a Colômbia

Jogador Neymar se diz recuperado para enfrentar a Colômbia

Neymar garantiu nesta quarta-feira (2) que está sem dores na coxa esquerda e no joelho direito e que estará 100% no jogo de sexta-feira ante a Colômbia, em Fortaleza, pelas quartas de final da Copa.
E garantiu também que não está disputando a Copa para dar show. Para ele, ganhar de “meio a zero” dos colombianos, e jogando mal, resolve o problema. Sempre sorridente nas entrevistas que concede, e normalmente calmo, desta vez ele se exaltou um pouco quando um jornalista disse que não via alegria nesta seleção brasileira.

Craque Neymar se diz recuperado para enfrentar a Colômbia

Jefferson Bernardes/Vipcomm

“Alegria sempre teve, você [jornalista] que não está em campo jogando, por isso você não sabe. Às vezes não é só festa, 5 a 0, 4 a 0. O futebol está muito igualado. Não quero dar show ou fazer espetáculo, estamos aqui pra vencer a Copa. Se tiver que só defender e ganhar o jogo por 1 a 0, tudo bem. Não estamos aqui para fazer todo mundo rir. É se comprometer, correr ate o final e até cansar”, disse o atacante, que concedeu sua segunda entrevista coletiva nesta Copa (não conta as duas perguntas que respondeu por ter sido o melhor do jogo contra Croácia e Camarões).
Neymar rejeitou também que o time tenha problemas emocionais, tema que tomou conta da semana da seleção brasileira depois da choradeira de alguns jogadores antes, durante e depois de o Brasil vencer o Chile nos pênaltis, sábado passado, em Belo Horizonte. Neymar chorou bastante naquele dia, inclusive abraçado ao técnico Luiz Felipe Scolari.
“Ninguém está com problema emocional, foi um jogo emocionante e todos ficaram emocionados. Cada um reage de uma maneira”, disse o camisa 10.
Ele admitiu que, pela primeira vez, fez um trabalho com uma psicóloga. Regina Brandão, profissional que trabalha com Felipão desde 1993, visitou os atletas em Teresópolis na terça-feira para conversar com eles sobre a instabilidade emocional que o próprio treinador, em conversa com jornalistas, admitiu ter identificado em parte do elenco.
“Estou gostando desse trabalho com psicóloga, nunca tinha feito e acho que não é só para o futebol, para disputar uma Copa do Mundo. Vocês mesmo deveriam fazer [falou para os jornalistas]”, disse.

TIME

Neymar evitou falar que gostaria de ver mudanças na equipe. Nesta quarta, Felipão colocou Paulinho no lugar do suspenso Luiz Gustavo, recuando Fernandinho como primeiro volante. Mas no segundo tempo tirou Fred e colocou Henrique, que atuou como volante e falso zagueiro. O time, assim, ficou sem centroavante, com Neymar mais solto no ataque. O camisa 10 acha, porém, que falta ajuda para Fred melhorar em campo.
“Fred é jogador que necessita de bola, é o nosso centroavante, o goleador, temos nos cobrado muito para que a gente possa deixá-lo mais na cara de gol. Espero que nesse jogo possa deixá-lo 50 vezes na cara do gol porque sei que ele vai marcar 51 gols”, disse o atacante.
Aos 22 anos, Neymar repetiu que não sente-se pressionado por jogar a Copa no seu país. E resumiu como encara a responsabilidade.
“Treino é jogo, o espelho do jogo, e jogo é guerra”.
Folhapress

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.