segunda-feira , dezembro 5 2016
Home / Futebol / Corinthians derruba Inter na nova Arena e assume vice-liderança

Corinthians derruba Inter na nova Arena e assume vice-liderança

O timão vence a primeira partida no Itaquerão na volta do Brasileirão.

Um início de jogo muito eficiente foi suficiente para o Corinthians conquistar a sua primeira vitória no estádio de Itaquera. A equipe abriu dois gols de vantagem sobre o Internacional em menos de dez minutos e, embora tenha sofrido um gol nos acréscimos para dar à Fiel o sofrimento de que ela tanto gosta, conseguiu o triunfo por 2 a 1.
O êxito na terceira chance na casa nova colocou a equipe da zona leste de São Paulo na vice-liderança do Campeonato Brasileiro, com 19 pontos ganhos. Estacionada nos 16, a formação do Rio Grande do Sul caiu para a metade da embolada tabela da competição.
O resultado começou a ser construído em ótimo passe de Jadson, aproveitado por Guerrero. Pouco depois, em outra jogada com boa participação de Guerrero, Fagner recebeu cruzamento rasteiro de Luciano para dar rapidamente números finais ao confronto.
Bem melhor na etapa final, o Internacional descontou já aos 45 minutos, mas não evitou a derrota e tentará a recuperação no domingo, quando receberá o Flamengo em Porto Alegre. O Corinthians tentará dar seu próximo passo no Brasileiro também no domingo, em visita ao Vitória.

Vantagem rápida alvinegra

O Corinthians começou a partida levando um susto a um minuto, quando Alan Patrick achou Rafael Moura com liberdade na área. O centroavante bateu forte, de pé esquerdo, criando dificuldades para a defesa de Cássio, e o que se viu nos instantes seguintes foi a equipe alvinegra deixar encaminhada a sua vitória.
Aos seis, quando passou por Luciano um passe de Fagner, Jadson se viu com enorme liberdade na meia. Ele achou ótimo passe por cima para Guerrero, que dominou e bateu de pé esquerdo na saída de Dida para abrir o placar. Aos nove, Guerrero deixou com Luciano, que cruzou rasteiro da esquerda. Fagner apareceu no segundo pau e bateu bem, cruzado, de pé direito.
Em desvantagem de dois gols, o Inter se viu obrigado a buscar o ataque com maior ímpeto. D’Alessandro chegou a finalizar com liberdade na área, após cruzamento de Wellington Silva, mas pegou mal. Mais tarde, após bate-rebate na área, Alan Patrick bateu forte e mandou por cima.
Os donos da casa tinham relativo controle, no entanto. Contando com ótima participação de Guerrero, bastante ajudado por Jadson e Petros, a equipe saía bem especialmente pelo lado esquerdo. Foi por ali que João Afonso cometeu duas faltas duras. Na segunda, o juiz evitou o merecido cartão vermelho. Abel Braga percebeu e trocou o volante por Cláudio Winck, aos 35.
A etapa final seguiu nesse ritmo, sem que o time colorado conseguisse criar grande dificuldade. D’Alessandro buscava articular o jogo, mas Jorge Henrique e Alan Patrick, que chegaram a alternar o lado, não lhe ofereciam grande auxílio. E o Corinthians conseguiu manter sua vantagem confortável até o intervalo.
Inter aperta, mas não empata.
Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Na etapa final, o Corinthians se propôs a esperar o Internacional e contragolpear. Quase resolveu o jogo logo aos três minutos, em investida de Guerrero pela direita. Ele tentou duas vezes até conseguir um cruzamento que deixou em ótima posição para marcar, mas o cabeceio saiu à esquerda.
Aí, o jogo começou a ficar bom para os visitantes. Eles começaram a rondar perigosamente a área alvinegra, chegando pelo alto na bola parada e por baixo com ela rolando. Ralf teve de se atirar para bloquear um chute de Alan Patrick. Cássio fez milagre pouco depois, em lance que tinha acabado de ser parado por impedimento.

Os donos da casa erravam por pouco nos contragolpes e sofriam na defesa, embora o Inter não conseguisse criar oportunidades claras. Abel Braga trocou Jorge Henrique por Valdivia em tentativa de tornar seus ataques mais agressivos, e Mano Menezes trocou Luciano por Romarinho por novo gás nos contra-ataques.
Winck assustou em chute cruzado, Cássio fez milagre em cabeceio de Valdivia, e o Inter finalmente chegou ao gol aos 45, quando Winck aproveitou cruzamento de D’Alessandro. Nos quatro minutos de acréscimo, o Corinthians conseguiu proteger sua primeira vitória em Itaquera.

Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.