terça-feira , dezembro 6 2016
Home / Nacional / No Piauí, corpo de recém-nascido é despachado em ônibus e vai parar em cidade errada

No Piauí, corpo de recém-nascido é despachado em ônibus e vai parar em cidade errada

Polícia Civil abrirá inquérito para apurar o caso ocorrido em Baixa Grande do Ribeiro, Sul do Piauí.
Cobradora do ônibus se assustou ao perceber que se trata de um caixão.

A Polícia Civil do Piauí abrirá inquérito para apurar o caso envolvendo o corpo de um bebê recém-nascido despachado como encomenda e encontrado dentro do bagageiro de um ônibus na cidade de Baixa Grande do Ribeiro, Sul do Piauí.

aparecer para buscar a encomenda. Ela contou aos policias que se assustou ao perceber que se tratava de um caixão com uma criança. O destino do corpo seria Uruçuí, mas terminou indo parar na cidade errada.

corpo-de-bebe-e-despachado-em-onibus-e-termina-em-cidade-errada
Corpo de récem-nascido foi encontrado dentro de caixa em bagageiro de ônibus (Foto: Baixagrandenews)

O motorista e a cobradora acionaram a polícia. “Ao nos deparar com a situação, levamos o corpo da criança para o hospital da cidade. Em seguida, a cobradora relatou que a caixa foi entregue no Terminal Rodoviário de Floriano e tinha como destino a cidade de Uruçui, que fica a cerca de 250 Km de distância”, disse o sargento Airton Avelino, comandante de policiamento de Baixa Grande do Ribeiro.

De acordo com o comandante, como ninguém foi buscar a encomenda durante a passagem do ônibus por Uruçui, a caixa seguiu no veículo para Baixa Grande do Ribeiro, destino final. “O corpo percorreu mais de 500 km para chegar até aqui. Em Floriano, a cobradora disse que um senhor pagou a quantia de R$ 25 pelo transporte da caixa até a cidade de Uruçuí”, informou o Sargento Airton.

Sobre a família da criança, o comandante falou que após levar o corpo ao hospital começou a investigar a origem do corpo. “Descobrimos que a criança havia nascido no dia 24 de maio no Hospital Regional Tibério Nunes e que faleceu no dia 27 de maio, quando estava a caminho de Teresina”, destacou o sargento.

Ainda segundo o comandante, a polícia conseguiu identificar a mãe da criança e falou com ela por telefone. “Ligamos para ela e se trata de uma adolescente. Ela nos contou que entrou em trabalho de parto na cidade de Uruçui, mas por complicações teve que ser transferida para Floriano. Dois dias após o parto o bebê teve complicações e foi enviado de ambulância para a capital. No meio da viagem não teria resistido e faleceu. Com isso, o corpo voltou para a cidade de Floriano e depois ela não sabe mais o que aconteceu porque estava internada, mas garantiu que o funcionário de uma funerária ficou encarregado de enviar o corpo do bebê para Uruçuí”, contou o sargento Airton.

O corpo passou por exames no Hospital de Baixa Grande do Ribeiro e foi enterrado como indigente no cemitério do município. O delegado regional Jarbas Lima confirmou que a polícia civil já começou a investigar o caso.

“Conversamos com alguns familiares da mãe da criança e também recebemos informações da Polícia Militar. Diante dos fatos, estamos esperando o resultado do atestado de óbito para saber se houve aborto ou erro médico. Se a morte foi em decorrência de causas naturais vamos verificar se o transporte do corpo foi feito de maneira constrangedora e se isso é um crime”, disse.

Jarbas Lima também disse que há possibilidade da polícia pedir a exumação do corpo da criança. “Sobre o transporte relataram que a família é humilde e não tinha condições de pagar a funerária para transportar o corpo e por isso o bebê teve que ser enviado daquela forma”, relatou o delegado.

Do G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.