quarta-feira , dezembro 7 2016
Home / Copa do Mundo / Delegação chilena acusa diretor da CBF de ter dado soco no atacante Pinilla durante intervalo de jogo no Mineirão

Delegação chilena acusa diretor da CBF de ter dado soco no atacante Pinilla durante intervalo de jogo no Mineirão

A delegação chilena e uma do TV do país, a TVN, acusaram o diretor de comunicação da CBF (Confederação Brasileira, Rodrigo Paiva, de ter desferido um soco no atacante Mauricio Pinilla. O incidente teria ocorrido no intervalo do primeiro tempo no duelo entre Brasil e Chile, no Estádio do Mineirão, pelas oitavas de final da Copa do Mundo.

De acordo com a assessora do Chile, Maria José Vasconcelos, há imagens da Fifa que confirmam que o camisa 9 recebeu um golpe do assessor no caminho dos vestiários durante a discussão entre as duas comissões técnicas.

Seleção chilena acusa diretor da CBF de ter dado soco no atacante Pinilla durante intervalo de jogo
Foto: Ricardo Matsukawa / Terra
O diretor de comunicação da CBF, Rodrigo Paiva, por sua vez, afirmou que houve apenas um empurrão em Pinilla. Em contato com o Terra, o jornalista disse que houve um “empurra-empurra” generalizado entre as duas comissões técnicas e que a confusão teria sido iniciada pelo assessor de Jorge Sampaoli, Sebastián Beccacece.
“Não foi algo só comigo. Só que o Pinilla veio para cima de mim e eu apenas me defendi. Reagi empurrando ele”, disse Rodrigo Paiva, sobre o incidente. “Eles queriam fazer catimba. Em 2002, contra a Turquia, foi a mesma coisa”.
Felipão não quer mais ser bonzinho: “voltar ao meu estilo”
Citado por Paiva, Sebastián Beccacece afirmou que não comentaria a confusão por estar preocupado apenas em falar de futebol. O assessor de Sampaoli foi visto também na prorrogação discutindo rispidamente com Luiz Felipe Scolari.
De acordo com a TVN, a confusão começou de outra forma. Ainda em campo, o brasileiro Fred teria dado um tapa na cabeça de Gary Medel e tentou revidar no camisa 9. Em seguida, Gonzalo Jara tentou conter, mas a briga teria se generalizado entre jogadores e treinadores.
“Não vi nada. Quando cheguei estava tendo uma confusão. Falei para jogadores e comissão se afastarem, porque os chilenos estavam querendo apenas catimbar”, comentou o zagueiro David Luiz, que ainda brincou sobre a possível agressão feita por Rodrigo Paiva. “Ele não bate nem em mosca, vai bater no Pinilla?”, disse rindo
Via Terra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.