quinta-feira , dezembro 8 2016
Home / Copa do Mundo / Argentina vence Nigéria com grande atuação de Lionel Messi

Argentina vence Nigéria com grande atuação de Lionel Messi

Argentina se classifica com 100% de aproveitamento e Nigéria passa mesmo com derrota.

Com mais uma grande atuação de Lionel Messi, agora artilheiro da Copa ao lado de Neymar, a Argentina obteve nesta quarta-feira sua terceira vitória na Copa do Mundo. Com dois gols do craque, a seleção de Alejandro Sabella bateu a Nigéria por 3 a 2, no Beira-Rio, em uma partida emocionante e muito movimentada. Rojo fez o outro gol argentino e Musa fez os dois tentos da Nigéria, que carimbou sua classificação às oitavas, com a derrota do Irã para a Bósnia.
O jogo começou eletrizante, com um gol para cada lado antes dos 5 minutos. A Argentina dominou a etapa inicial, criou várias oportunidades e conseguiu ficar à frente do placar antes do intervalo, num golaço de falta de Messi. A etapa final, a exemplo da inicial, teve dois gols no início, um para cada lado. A Nigéria tentou partir para cima buscando um novo empate, mas não conseguiu e ainda sofreu com os perigosos contragolpes argentinos.
Líder do Grupo F, com 9 pontos, a Argentina jogará pelas oitavas de final na próxima terça, na Arena Corinthians, contra o vice-líder do Grupo E, que será definido no final da tarde desta quinta – Suíça ou Equador são os adversários mais prováveis. A Nigéria, vice-líder da chave, com 4 pontos, enfrentará provavelmente a França, segunda-feira, no Mané Garrincha, em Brasília.
O jogo – A partida começou movimentadíssima no Beira-Rio. Logo aos dois minutos, Di María recebeu lançamento de Zabaleta, invadiu a área e chutou na trave. No rebote, Messi fuzilou Enyeama e fez 1 a 0 para delírio dos milhares argentinos que invadiram Porto Alegre. Porém, na saída de bola, Musa recebeu pela esquerda, cortou a marcação e chutou colocado, com enorme categoria, fora do alcance de Romero: 1 a 1, em apenas quatro minutos de bola rolando.
A Argentina seguiu com a iniciativa e não se abateu com o empate. Aos 8, Di María soltou a bomba da intermediária e Enyeama defendeu com dificuldade. Na jogada seguinte, Messi deixou Higuaín na cara do gol, mas o centroavante chutou na rede pelo lado de fora. Aos 14, Messi fez boa tabela com Higuaín e tocou para Agüero, que chutou para defesa do goleiro Enyeama.
Dominadora, a Argentina quase fez o segundo aos 25, em um chute cruzado de Di María que Messi por pouco não alcançou de carrinho. A Nigéria respondeu com dois bons ataques. No primeiro, Emenike invadiu a área em velocidade, mas Garay protegeu e evitou a conclusão. Aos 26, Odemwingie bateu de fora da área, perto do travessão.
O ritmo argentino diminuiu um pouco, mas o domínio seguia. Aos 29, Di María, com o pé calibrado, chutou de longe, rasteiro, no cantinho, mas o goleiro nigeriano fez ótima defesa. Três minutos depois, Agüero apanhou rebote da zaga e chutou em cima da defesa. Aos 43, Messi bateu falta no ângulo, mas Enyeama fez grande defesa. Dois minutos mais tarde, não houve jeito para o arqueiro da Nigéria: o craque do Barcelona cobrou com perfeição e pôs a Argentina na frente antes do intervalo.
Argentina vence Nigéria com grande atuação de Lionel Messi
AFP – Messi marca dois gols e é artilheiro ao lado  de Neymar com 4 gols
O segundo tempo começou como o primeiro: com um gol para cada lado. Logo a um minuto, Musa aproveitou bobeira da zaga argentina, entrou livre e empatou, marcando seu segundo tento no jogo. Aos quatro, a resposta: Lavezzi bateu escanteio, Rojo desviou com o pé esquerdo e fez 3 a 2. Empolgada, a Argentina quase fez o quarto aos seis: primeiro, Lavezzi invadiu a área e chutou cruzado, com a bola passando por todo mundo. Na sobra, Di María bateu colocado e Enyeama fez bela ponte para evitar o gol.
Em grande tarde no Beira-Rio, Messi fez jogada individual espetacular e deixou Higuaín livre, mas o goleiro Enyeama abafou a conclusão. Aos 14, Rojo fez grande jogada pela esquerda e cruzou para o carrinho de Messi para fora. O craque argentino deixou o campo aos 17 da etapa final, ovacionado pelos torcedores no Beira-Rio.
Após a saída de Messi, a Argentina diminuiu o ritmo, deixando a Nigéria crescer no jogo. Aos 29, Musa recebeu cruzamento e pegou de primeira, quase empatando de novo. Aos 32, em cobrança ensaiada de falta, Di María deixou Lavezzi na cara do gol, mas Enyeama fez grande defesa. Na jogada seguinte, Musa recebeu livre na área e chutou em cima de Zabaleta, que teve grande recuperação no lance. Aos 34, Garay cabeceou livre na área nigeriana, Enyeama deu golpe de vista e a bola saiu raspando a trave.
Com a eliminação iraniana praticamente confirmada, a Nigéria seguiu confiante para se expor e buscar um empate. Aos 39, Emenike chutou cruzado de fora da área e quase marcou o terceiro. No contra-ataque, Di María entrou livre e bateu para espalmada de Enyeama. Aos 41, Ambrose entrou a dribles na área e só não marcou porque a bola desviou em Garay e saiu.
Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.