quinta-feira , dezembro 8 2016
Home / Polícia / Rambo Natalense é preso por receptação de produtos roubados

Rambo Natalense é preso por receptação de produtos roubados

Tiago Silva de Oliveira, o Rambo foi candidato a vereador nas últimas eleições pelo município de Natal

Rambo Natalense é preso por receptação de produtos roubados

Policiais Civis da Delegacia Especializada em Defesa da Propriedade de Veículos e Cargas (Deprov) indiciaram dois homens por receptação dolosa e apreenderam uma vasta quantidade de objetos roubados, na manhã desta terça-feira (13). Os acusados foram identificados como sendo Tiago Silva de Oliveira, conhecido popularmente como “Rambo Natalense”, e João Batista da Silva.

Na lista dos objetos apreendidos pela equipe da Polícia Civil estão vídeo games, tablet, aparelho celulares, notebook, aparelho de som, HD interno, máquina fotográfica, filmadora, monitor, TV LCD, teclados de computadores, ferramentas dentre outros produtos. O material foi apreendido nas residências dos acusados localizadas nos bairros do Alecrim e Potengi, em Natal, mediante cumprimento a um mandado de busca e apreensão expedido pela 2ª Vara Criminal da Zona Sul.

De acordo com o delegado titular da Deprov, Atanásio Gomes, a ação desencadeada hoje faz parte de uma investigação que começou em fevereiro desse ano. “No dia quinze de fevereiro foi tomado de assalto um veículo tipo Gol, no bairro de Capim Macio, e dentro dele estavam diversos objetos como jóias bolsas e celulares, então iniciamos a investigação e hoje conseguimos deter os receptadores”, explicou. O delegado espera agora prender os autores desse roubo.

Na delegacia, “Rambo Natalense” negou que os objetos apreendidos em sua residência fossem produtos de roubo e disse que apenas havia comprado um celular pelo valor de mil reais sem nota fiscal. No entanto, a Polícia Civil irá averiguar a procedência de todo o material apreendido.

*Fonte: Assessoria / Degepol

Via Portal BO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.