domingo , dezembro 4 2016
Home / Futebol / ABC perde a invencibilidade no Iberezão para o Oeste-SP

ABC perde a invencibilidade no Iberezão para o Oeste-SP

O Oeste ainda não havia vencido como visitante. E o ABC tinha 100% de aproveitamento no estádio Iberezão, em Santa Cruz-RN, com três vitórias em três jogos. O cenário parecia perfeito para os potiguares. Mas o dia foi dos paulistas. Ao vencer o Alvinegro por 1 a 0 na noite desta terça-feira, o Rubrão conseguiu não só sua primeira vitória fora de casa na Série B do Campeonato Brasileiro como também aliviou a pressão que já pesava nas costas de todo o time, que entrou nesta 8ª rodada dentro da zona do rebaixamento.

ABC perde a invencibilidade no Iberezão para o Oeste-SP

Em um jogo de poucos lances de perigo, pontuado pela forte marcação dos paulistas e pela pouca criatividade dos potiguares, o Rubro-Negro soube ser eficiente ao explorar bem os contra-ataques, principalmente na segunda etapa, para criar algumas poucas oportunidades e aproveitar uma delas.

Com a vitória, apenas a segunda em oito rodadas – a outra, por coincidência, aconteceu contra o outro time de Natal, o América-RN, por 2 a 1, na segunda rodada –, o Oeste foi a nove pontos, deixou o Z-4, assumindo a 14ª colocação, e garantiu alguns dias de tranquilidade ao técnico José Macena, que estava com seu emprego ameaçado. Já o ABC, do técnico Zé Teodoro, manteve-se com seus 13 pontos, mas fora do G-4, em quinto.

As duas equipes voltam a campo na próxima sexta-feira, às 19h30, pela 9ª rodada: enquanto o Oeste recebe o Paraná no estádio dos Amaros, em Itápolis, o ABC atravessa o país e vai a Florianópolis para enfrentar o Avaí, na Ressacada.

0 a 0 “justo”

Sem o Frasqueirão, que foi cedido à Fifa para a Copa do Mundo, o ABC fez do Iberezão a sua força. Lá os potiguares venceram todos os três jogos que disputaram nesta Série B. Mas nesta terça o Alvinegro não conseguiu fazer valer sua força de mandante e não chegou sequer a assustar o goleiro Paes, do Oeste, que passou toda a primeira etapa quase como um espectador.

O Oeste apostou no sistema com três zagueiros, na forte marcação e nos contra-ataques, mas também chegou muito pouco à meta adversária. A melhor – praticamente a única – chance do primeiro tempo foi do time paulista. Com um chute de longa distância, Hélton Luiz obrigou o goleiro Gilvan a fazer uma defesa em dois tempos. Ao apito do árbitro, a certeza de que o 0 a 0 foi muito justo.

Eficiência

Para a segunda etapa, o time potiguar voltou mais disposto em manter o 100% de aproveitamento no Iberezão. A equipe da casa passou a ocupar mais o campo de ataque e até conseguiu fazer o que não havia feito no primeiro tempo, como assustar o goleiro Paes, que teve de se desdobrar para praticar defesa incrível num cabeceio de Denis Marques, aos 11 minutos.

Mas, além de conseguir assustar o rival, o posicionamento mais ofensivo do ABC também abriu espaços interessantes ao Oeste nos contra-ataques, que aproveitou um deles, aos 20 minutos, com Denis, que chutou forte da entrada da área para ganhar escanteio em defesa de Gilvan. Na cobrança, o zagueiro Lucas Bahia sobe sozinha para tocar de cabeça e abrir o placar.

Em um jogo fraco tecnicamente, o gol isolado do zagueiro Lucas Bahia, aos 26 do 2º tempo, acabou sendo crucial para o time paulista ganhar um respiro na tabela de classificação.

Daí até o fim do jogo, o time paulista soube controlar o jogo, trocar passes no campo de ataque para confirmar a vitória por 1 a 0.

(Foto: Frankie Marcone / Futura Press)

Do Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.