sábado , dezembro 10 2016
Home / Polícia / Polícia prende nesta segunda, tenente da PM suspeito de matar lutador de MMA em Natal

Polícia prende nesta segunda, tenente da PM suspeito de matar lutador de MMA em Natal

Iranildo Félix foi preso nesta segunda (23) na zona Oeste da cidade.
Luiz de França Trindade, de 25 anos, foi assassinado a tiros em fevereiro.

Lutador Luiz de França e o tenente Iranildo Félix (Foto: Arquivo Pessoal e Heloísa Guimarães/ Inter TV Cabugi)
Lutador Luiz de França e o tenente Iranildo Félix (Foto: Arquivo Pessoal e Heloísa Guimarães/ Inter TV Cabugi)

Foi preso na manhã desta segunda-feira (23), ao prestar depoimento no Comando de Policiamento Rodoviário Estadual (CPRE), na zona Oeste de Natal, o tenente da Polícia Militar Iranildo Félix, suspeito de ter matado a tiros de pistola o professor de musculação e lutador de MMA Luiz de França Trindade, de 25 anos. O crime aconteceu na manhã do dia 10 de fevereiro deste ano na calçada de uma academia que fica no conjunto Cidade Satélite, zona Sul da cidade. O oficial nega o crime.

Para a polícia, o crime foi motivado por uma desavença depois que o tenente foi expulso da academia Alta Performance, onde tinha aulas com o atleta. “Luiz dava aulas técnicas, voltadas para mulheres que queriam perder peso. Já Iranildo queria ter aulas com mais violência e acabou desafiando o professor para uma luta. Eles se desentenderam, o dinheiro da mensalidade do tenente foi devolvido e ele acabou expulsou por indisciplina”, afirmou o delegado Sílvio Fernando, que preside uma comissão responsável pela investigação. “Foi um motivo tão banal que ele será indiciado por homicídio duplamente qualificado, já que o motivo foi fútil e a vítima não teve chance alguma de defesa”, acrescentou.

Ainda de acordo com o delegado, “Iranildo foi detido sob força de um mandado de prisão temporária e encaminhado ao Quartel do Comando Geral da Polícia Militar”, onde ficará à disposição da Justiça.

Do G1 RN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.