sábado , dezembro 10 2016
Home / RN / Prefeitura, CDL e classe política estadual se reúnem para planejar ações emergenciais de abastecimento em Currais Novos

Prefeitura, CDL e classe política estadual se reúnem para planejar ações emergenciais de abastecimento em Currais Novos

 

A situação de emergência que o abastecimento de Currais Novos poderá enfrentar nos próximos meses devido à diminuição no volume d’água do Açude Gargalheiras – reservatório que abastece o município -, foi tema de discussão entre a Prefeitura, CDL, Governo do Estado e classe política estadual, em reunião na tarde desta sexta-feira (21), na sede da Governadoria, em Natal. A audiência contou com a presença do prefeito Vilton Cunha, da governadora Rosalba Ciarlini, do presidente da Câmara dos Deputados, Deputado Henrique Alves, do Ministro Garibaldi, do deputado estadual Ezequiel Ferreira, e do ex-prefeito Zé Lins. Vilton afirmou categoricamente que o problema é grave e que é necessário uma medida urgente. “A captação de água da barragem Armando Ribeiro por meio de uma adutora de engate rápido é uma solução, além da construção de poços amazonas no leito do Gargalheiras”, disse o prefeito. A governadora comentou que na última quarta-feira (19), participou de reunião no Ministério da Integração Nacional onde pediu medidas mais urgentes e liberação de recursos para concretizar obras estruturantes no estado, e na ocasião, mostrou a preocupação com o risco de colapso em Currais Novos. De acordo com informações apresentadas pela CAERN e Secretaria de Recursos Hídricos ao Ministério, uma das soluções é a construção de uma adutora de engate rápido a partir de Bodó, no Alto da Serra de Santana, ou a partir de Florânia, atendida hoje pela barragem Armando Ribeiro Gonçalves. Convidado para a reunião, o professor João Abner mostrou algumas soluções efetivas para o problema, como a adutora de engate rápido e até mesmo um adutora definitiva, e sugeriu que Currais Novos seja contemplada como um dos pontos de receptação da água da barragem de Oititica. A presidente do CDL Currais Novos, Francisca Galvão (Loura), disse que a falta d’água poderá trazer sérios prejuízos ao comércio local. “Precisamos de soluções emergenciais e urgentes”, afirmou. O deputado Ezequiel lembrou ao Governo que existem cerca de 100 poços perfurados e que ainda não foram instalados em Currais Novos. “Isso pode amenizar a sede do povo. Vamos somar forças e resolver o problema juntos”, comentou. Também estiveram presentes os vereadores Odon Júnior, Dadá, Sérgio Henrique e Narciso Vidal, do vice-presidente da CDL, Jailson Severo, imprensa currais-novense e representantes da sociedade.

         O prefeito Vilton Cunha afirmou que existem duas questões cruciais para a solução do problema de abastecimento em Currais Novos: de forma definitiva, a construção de uma adutora interligada à Barragem Armando Ribeiro Gonçalves, e de forma emergencial, a construção de uma adutora de engate rápido via barragem, que exigira muito tempo para estudo técnico, projeto definitivo, licitação e execução, e de resultado mais rápido, a captação de água subterrânea na bacia do Gargalheiras através de poços amazonas. O secretário da SEMARH, Leonardo Rego, lembrou que o projeto de adutora de engate rápido para Currais Novos poderá ter o mesmo formato adotado em Jucurutu e Pau dos Ferros. “Na próxima quarta-feira (26) iremos à Brasília entregar um projeto para a solução emergencial do abastecimento de Currais Novos”, disse. Yuri Tasso, presidente da CAERN, afirmou que já se imaginava que a solução para o problema de abastecimento em Currais Novos seria a captação d’água de Armando Ribeiro. “A construção da adutora será a solução definitiva para os problemas do município, e, assim, influenciar nos destinos da cidade, principalmente no desenvolvimento”, comentou. De acordo com informações do Governo Estadual, o Ministro Teixeira Coelho, da Integração Nacional, pediu que na reunião da próxima quarta-feira seja  entregue o projeto para a construção da adutora de engate rápido para Currais Novos.

Assecom Currais Novos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.