sexta-feira , dezembro 9 2016
Home / Ciência / Tomar café melhora a memória, diz estudo americano

Tomar café melhora a memória, diz estudo americano

Estudo de pesquisador norte-americano comprova os efeitos benéficos do café.

Tomar café melhora a memória, diz estudo americanoDe acordo com um estudo norte-americano, a cafeína melhora a memória. A pesquisa, da autoria da Universidade Johns Hopkins, em Baltimore (Maryland), revela que beber café mostra-se benéfico não apenas no desempenho cognitivo, mas também gera um efeito de resistência ao esquecimento.

Quer melhorar a sua memória? Beba café. A sugestão resulta de um estudo publicado na revista Nature Neuroscience, demonstrando os efeitos benéficos da cafeína no combate ao esquecimento.

Após a ingestão de um café – durante as 24 horas seguintes, de acordo com os investigadores – há estímulos capazes de avivar as memórias que podem estar adormecidas.

O trabalho da Universidade Johns Hopkins demonstra que o café pode combater o esquecimento. “Era conhecida a capacidade da cafeína em melhorar o desempenho cognitivo. No entanto, nunca tinha sido estudado, os seres humanos, o efeito desta substância no reforço da memória”, realça o investigador Michael Yassa, um dos autores deste estudo.

Este é mais um estudo que comprova efeitos benéficos do café. Outra pesquisa anterior revelou recentemente que quem aprecia esta bebiba têm menor propensão para a diabetes tipo 2.

De acordo com um estudo apresentado pelo Instituto de Informação Científica sobre Café, o consumo regular de três ou quatro cafés por dia diminui o risco de desenvolvimento da doença até 25 por cento.

Por outro lado, nem tudo são boas notícias. Se o café reforça a memória e combate doenças, pode acarretar problemas no caso das grávidas.

Consumir cafeína durante o período de gestação traz malefícios para o desenvolvimento cerebral do bebé, concluem investigadores da Universidade de Coimbra. Os investigadores notaram um atraso no modo como se formam as redes nos neurónios que veiculam a informação no sistema nervoso do bebé.

Fonte: PT Jornal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.