sábado , dezembro 10 2016
Home / RN / Município de Guamaré-RN tem 18º maior PIB per capita do Brasil, segundo IBGE

Município de Guamaré-RN tem 18º maior PIB per capita do Brasil, segundo IBGE

Na lista de maiores PIBs do estado estão Natal, Mossoró e Parnamirim.
Números estão em pesquisa divulgada nesta terça-feira (17).

 Refinaria Clara Camarão, em Guamaré, registrou incêndio na tarde desta quarta-feira (28) (Foto: Canindé Soares)

Setor de petróleo foi grande responsável pela posição do município de Guamaré (Foto: Canindé Soares)

Com 12.731 habitantes, o município de Guamaré, a 176 quilômetros de Natal, registrou o 18º maior Produto Interno Bruto (PIB) per capita do Brasil em 2011, conforme mostra pesquisa divulgada nesta terça-feira (17) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A cidade da região Central potiguar teve um PIB per capita de R$ 110.932,38. O município que encabeça a lista é Presidente Kennedy, no Espírito Santo.
Enquanto isso, Natal ficou com o maior PIB do estado: R$ 12.266.519. Na região Nordeste a cidade ficou na 7ª colocação e em 20º entre as capitais brasileiras. O 2º maior PIB do RN em 2011 foi de Mossoró, que ocupou a 19ª posição no Nordeste com R$ 3.916.505. Parnamirim, cidade da Grande Natal, veio na sequência, com R$ 2.709.922, o terceiro maior PIB do RN e o 30º do Nordeste.
Na lista dos 30 piores PIBs do Nordeste aparecem duas cidades potiguares. Viçosa, na região Oeste, acumulou o 3º menor do PIB da região, com R$ 10.452. Já Monte das Gameleiras, na região Agreste, ficou com a 29ª colocação e um Produto Interno Bruto de R$ 13.272 em 2011.

Metade do PIB em 55 cidades
Segundo o IBGE, em 2011, apenas 55 municípios – dos 5.565 existentes no país – concentravam cerca de 50% do PIB brasileiro, sendo que seis deles respondiam, sozinhos, por aproximadamente 25% da economia nacional, concentrando 30,9% da população. Em 2008, o número de municípios responsáveis por metade do PIB brasileiro estava em 51. Em 2010, eram 54.
Seis capitais responderam juntas, em 2011, por 24,5% da geração de renda do país: São Paulo (11,5%), Rio de Janeiro (5,1%), Brasília (4%), Curitiba (1,4%), Belo Horizonte (1,3%) e Manaus (1,2%). Em 2010, elas representavam 24,9% do PIB.
Esses seis municípios detêm 13,7% da população brasileira e, segundo o IBGE, são tradicionalmente identificados como concentradores da atividade de serviços, o que inclui intermediação financeira, comércio e administração pública. Na outra ponta, 1.323 cidades detinham, em 2011, 1% do total do PIB nacional e concentravam 3,3% da população.

G1 RN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.