sábado , dezembro 10 2016
Home / Polícia / Homem confessa à Polícia Civil morte de vigilante em latrocínio

Homem confessa à Polícia Civil morte de vigilante em latrocínio

O delegado Luiz Lucena, titular do 14º Distrito Policial, ouviu na manhã dessa terça-feira (26) o acusado de praticar um latrocínio contra um vigilante no bairro de Felipe Camarão, próximo à linha férrea, crime ocorrido na manhã do último dia 05 de novembro. Kessi Jones da Silva Fraga, de 21 anos, confessou ter participado do crime para roubar uma moto.
O acusado havia sido preso na semana passada por policiais da Rocam, no bairro Planalto, de posse de uma arma e de uma moto roubada. As investigações da Polícia Civil apontam Kessi Jones como sendo uma dos autores do latrocínio. Na delegacia, Kessi Jones confessou o crime, mas negou ter efetuado o tiro que matou Paulo Francisco de Oliveira, de 56 anos, que na ocasião reagiu ao assalto.
“Ele disse que quem deu o tiro na vítima foi o comparsa dele conhecido como Tandinho, que foi morto recentemente na cidade de Macaíba, mas estamos investigando essa versão”, contou o delegado.
Segundo o delegado Luiz Lucena, a moto roubada da vítima foi vendida ao valor de R$ 500 em Macaíba. “O acusado disse que o dinheiro era para comprar roupa”, detalhou.
Com Kessi Jones foi apreendido um revólver calibre 32, que passará por exame de balística no Itep para saber se foi a mesma usada na morte do vigilante. Outra moto roubada também foi apreendida na residência dele. O delegado afirmou também que outro suspeito do crime está sendo investigado. “Não resta dúvidas que Kessi foi um dos criminosos e por isso iremos solicitar a prisão dele”, concluiu Lucena.

Foto: Divulgação / Degepol

Portal BO

image

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.