sábado , dezembro 10 2016
Home / Bizarro / Bizarro: Adolescente americana morre após usar absorvente interno

Bizarro: Adolescente americana morre após usar absorvente interno

Natasha Acott-Falber foi vítima da Síndrome do Choque Tóxico, uma fatal infecção causada por bactérias, mais comum em mulheres

image

Jovem ficou cinco dias internada após usar um absorvente interno pela primeira vezFoto: Reprodução

A adolescente de 14 anos Natasha Scott-Falber morreu vítima de uma raríssima infecção depois de usar um absorvente interno pela primeira vez. Segundo o site inglês Daily Mail, a jovem faleceu em 14 de fevereiro, quando é comemorado o Dia dos Namorados no hemisfério norte, cinco dias após começar a passar mal.

Recentemente, a família descobriu que Natasha morreu de Síndrome do Choque Tóxico (SCT), uma rara e fatal infecção causada por uma toxina bacteriana – a doença afeta cerca de 40 pessoas por ano no Inglaterra.

Com o disgnóstico, a família da jovem iniciou no Facebook uma campanha para conseguir fundos e alertar as pessoas do perigo da doença. "Os médicos nos explicaram que usar o mesmo absorvente interno por muitas horas pode causar esta síndrome, mas a Natasha fez o uso de maneira correta e acreditamos que só o fato de tê-lo usado já causou o problema", afirmou a família da jovem.

A infecção é causada quando as bactérias – staphylococcus aureus e estreptococos – encontradas na pele invadem a corrente sanguínea e produzem toxinas perigosas para a saúde do corpo. Os sintomas são febre alta, queda na pressão arterial, tontura, confusão, diarreia, vômito, erupções na pele e olhos vermelhos.

Como este quadro pode ser visto também em diversas outras doenças, o diagnóstico fica ainda mais difícil o que torna a SCT ainda mais fatal. A doença é mais comum em mulheres, especialmente durante o período menstrual, pós-parto e, muitas vezes, causada pelo uso de absorventes e métodos contraceptivos internos, como diafragma, por exemplo.

"Não sabemos a exata relação que os absorventes internos têm com esta infecação, mas acreditamos que seja devido a grande quantidade de sangue que ele absorve de uma vez", diz um especialista do centro de saúde britânico BUPA.

Ele explica ainda que, por esse motivo, as mulheres devem procurar usar um absorvente que absorva um fluxo menor o que obriga a troca várias vezes ao longo do dia. Além disso, não ficar com o mesmo absorvente por muito tempo é indispensável, além de sempre dormir usando um produto de absorção externa.

Terra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.