sábado , dezembro 3 2016
Home / Nacional / Ativistas voltam a invadir Instituto Royal em São Roque

Ativistas voltam a invadir Instituto Royal em São Roque

image

São Paulo – Ativistas voltaram a invadir o Instituto Royal, em São Roque, interior paulista, na madrugada de hoje (13). Segundo a assessoria do instituto, a maior parte dos equipamentos que ainda estavam no local foi destruída, e os roedores que permaneciam nas instalações foram levados em sacolas plásticas. De acordo com o laboratório, um grupo de cerca de 50 pessoas agrediu três seguranças durante a ação. A instituição registrou um boletim de ocorrência.

O Royal encerrou as atividades no último dia 6 com a justificativa de que os trabalhos foram comprometidos pela invasão de ativistas no dia 18 de outubro. A ação causou, segundo instituto, a “perda de quase todo o plantel de animais e de aproximadamente uma década de pesquisas". Além disso, a instituição argumentou que a "persistente instabilidade e a crise de segurança colocam em risco permanente a integridade física e moral de seus colaboradores".

Durante a primeira invasão, 178 cachorros da raça beagle foram levados do laboratório. Os ativistas acusam o Royal de maltratar cães, coelhos, ratos e outros animais usados em pesquisas científicas. A Polícia Civil abriu dois inquéritos para investigar a atuação dos ativistas e do instituto. Um dos inquéritos investiga a denúncia de maus-tratos e o segundo, a ocorrência de furto qualificado e danos ao patrimônio praticados pelos manifestantes durante a invasão.

O instituto disse que estava discutindo com o Conselho Nacional de Experimentação Animal (Concea) a destinação correta dos animais que foram levados na ação de hoje. “Lamentamos a onda de violência física e moral contra os animais e os profissionais que prestam serviço ao instituto”, ressalta a nota do laboratório.

Da Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.