sábado , dezembro 3 2016
Home / Mundo / Americana ‘sexy demais’ acusa clínica por lesão durante doação de sangue

Americana ‘sexy demais’ acusa clínica por lesão durante doação de sangue

Debrahlee Lorenzana diz ter sofrido graves danos no sistema nervoso.
Ela ficou conhecida em 2010 após demissão de banco por ser sexy demais.

Debrahlee Lorenzana entrou com processo contra laboratório (Foto: AP)

Debrahlee Lorenzana entrou com processo contra laboratório (Foto: AP)

Após processar o Citibank por ter sido demitida supostamente por ser sexy demais, a americana Debrahlee Lorenzana entrou com uma ação contra um laboratório, acusando-o de provocar ferimentos sérios e permanentes enquanto ela doava sangue, segundo reportagem do “New York Post”.

Na ação, Lorenzana, de 36 anos, alega que, em julho de 2012, foi à clínica “Quest Diagnostics”, mas o atendimento “impróprio, negligente e descuidado” a deixou com graves danos em seu sistema nervoso.

Debrahlee Lorenzana ficou conhecida em 2010 depois que processou o banco americano Citibank, alegando que foi demitida porque era “curvilínea demais” e distraía seus colegas homens.

Ela argumentou que foi vítima de discriminação sexual e depois sofreu retaliação por ter levado o caso a público. Na época, um porta-voz do Citibank disse que Debrahlee foi demitida porque seu desempenho era ruim, e não expos sua aparência.

Em 2010, Debrahlee Lorenzana processou o banco Citibank após ser demitida por ser 'sexy demais' (Foto: AP)Em 2010, Debrahlee Lorenzana processou o banco Citibank após ser demitida por ser ‘sexy demais’ (Foto: AP)

Do G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.