segunda-feira , dezembro 5 2016
Home / Curiosidades / Tatuagem ajuda filho indiano a reencontrar a mãe após 24 anos

Tatuagem ajuda filho indiano a reencontrar a mãe após 24 anos

Ganesh Dhangade se perdeu dos pais em estação de trem aos 6 anos.
Tatuagem com o nome da mãe levou à família após ele perder a memória.

Um policial indiano que se perdeu de sua família em uma estação de trem lotada durante a infância e nunca mais os encontrou conseguiu reencontrá-la após 24 anos graças a uma tatuagem em seu braço.
Ganesh Raghunath Dhangade foi separado de seus pais em 1989, quando tinha apenas 6 anos. A família embarcava em um trem quando o menino se perdeu. Ele acabou sozinho em Mumbai, onde acabou sendo cuidado por pescadores. Depois, ele ainda viveu em dois orfanatos.

Tatuagem ajuda filho indiano a reencontrar a mãe após 24 anosGanesh Raghunath Dhangade mostra tatuagem que o ajudou a reencontrar sua família para sua mãe e irmãos  (Foto: AFP)

Anos depois, Ganesh sofreu um acidente de carro que o deixou inconsciente por meses. Ao se recuperar, ele teve problemas de memória, e não conseguia se lembrar com detalhes de sua família. Ele passou anos procurando por registros policiais de pessoas desaparecidas, até se tornar policial, em 2011.
“Eu não havia desistido de encontrar minha família”, contou à AFP.
Após se tornar policial, Ganesh prosseguiu com sua busca usando sua única pista – uma tatuagem em seu braço com o nome de sua mãe – Manda.
Outra pista, um fato que havia sido esquecido por ele após o acidente, veio do primeiro orfanato onde viveu – nos registros constava que seu local de origem era “Mama Bhanja”, uma área de floresta em um distrito próximo a Mumbai.
No começo de outubro deste ano, Ganesh voltou à região com seus colegas policiais e passou a perguntar por Manda, até ser direcionado até o local onde a mulher vivia.
“Ela contou que havia perdido um de seus filhos anos antes. Ao perguntar se ele tinha alguma marca que pudesse identifica-lo, ela contou sobre a tatuagem. Eu mostrei meu braço, e ela imediatamente me reconheceu”, contou o jovem.
“Ficamos em silêncio por minutos, depois apenas nos abraçamos e choramos”, disse o policial, que agora tenta passar o máximo de tempo possível com a mãe e seus dois irmãos e irmã. “Ainda não consigo acreditar que isso aconteceu. É realmente uma ação de Deus. Um milagre.”

Da AFP via G1

VEJA TAMBÉM

Pai em estado terminal leva filha ao altar deitado em uma maca

Vaticano erra o nome de Jesus em medalha comemorativa e veta distribuição

Para ocupar menos espaço, cientistas criam carros dobráveis

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.