quinta-feira , dezembro 8 2016
Home / Esportes / América goleia o Paraná no Estádio Nazarenão mas segue no G4

América goleia o Paraná no Estádio Nazarenão mas segue no G4

Futebol logo rn em rede

Na estreia de Leandro Sena como treinador do América, a equipe que contou com a volta de Max, fez uma de suas melhores apresentações dentro da competição e não tomou conhecimento do Paraná. A goleada por 4 a 1 fez o time chegar a 17ª colocação, se manter encostado no Atlético-GO, seu adversário direto na luta contra o rebaixamento e que será seu próximo adversário no estádio Nazarenão em Goianinha, palco da excelente vitória frente aos paranistas. Régis, Márcio Passos, Max e Rodrigo Pimpão fizeram os gols do alvirrubro, enquanto Ronaldo Mendes descontou para os visitantes.

Melhor colocado, o Paraná iniciou a partida querendo demonstrar força e assustou o América, com um chute de Paulo Sérgio que passou rente a trave de Andrey, mas disposto a abreviar sua estada na zona de desconforto da competição o América não demorou muito a encaixar o seu jogo e abriu o placar logo aos 11 minutos, com o estreante Régis aproveitando um rebote do goleiro Luís Carlos, que já tinha feito um pequeno milagre impedindo que a bola tomasse antes o caminho da rede, após uma bola chutada por Rodrigo Pimpão na risca da pequena área.
O tricolor tentou responder, mas esbarrava no goleiro americano que demonstrava segurança na partida. Jogando tudo aquilo que não conseguiu mostrar nas derrotas para Bragantino e Sport, que proporcionaram a troca no comando técnico do time, o América continuou melhor em campo e aos 20, chegou ao segundo gol com Márcio Passos, escorando de cabeça um cruzamento do baixinho Régis.
Ousado na escalação, o estreante Leandro Sena que apostou suas fichas na volta de Max, escalando o jogador como titular depois de um ano afastado dos gramados punido por uso de doping, Sena teve sua aposta paga com um golaço do camisa nove, que recebeu um passe de Norberto e dentro da área, bateu colocado, no canto direito do goleiro e levou a torcida alvirrubra ao delírio, aos 39 minutos.
Os paranistas tiveram boas oportunidades de diminuírem a diferença, numa delas o zagueiro Anderson cabeceou uma bola levantada na área, mas Fabinho apareceu a tempo de evitar que a bola cruzasse a linha de gol. Mas a sorte parou por ai, numa falha de Edson Rocha, que não conseguiu cortar um lance para lateral, JJ Morales escapou pela esquerda e cruzou, na medida, para Ronaldo Mendes deslocar o arqueiro natalense e fazer 3 a 1.
No segundo tempo, as duas equipes mantiveram o ritmo acelerado, Max quase mostrou novamente o seu cartão de visitas, mas o goleiro paranista fez boa defesa. Andrey, por sua vez também trabalhou forçado, e salvou o segundo gol ao se atirar nos pés do zagueiro Briner e abafar uma bola. Mas a resposta americana foi imediata e no lance seguinte, Régis puxou um contra-ataque e deixou Rodrigo Pimpão livre, na cara do gol. Porém o atacante desperdiçou um lance incrível. Mas numa jogada bem semelhante, aos 21, não teve perdão. O atacante recebeu de Wanderson e dentro da área acertou um chute cruzado, marcou 4 a 1 e deu ainda mais tranquilidade a equipe em campo.
Feito o resultado, apesar de manter o ritmo forte, as duas equipes não tiveram mais chances claras de gol. Melhor para o América, que conseguiu uma importante vitória e mostrou que está na luta para tornar missão de salvamento possível.
Punição
América perdeu um mando de campo em decorrência de um sinalizador atirado no Nazarenão por ocasião do confronto contra o Paysandu, realizado no dia 14 de setembro. O julgamento foi realizado ontem a noite pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). A punição será informada à diretoria de competições da CBF que irá definir em qual jogo a punição terá de ser cumprida. O Alvirrubro terá de jogar a 100 km de distância de Natal.
Ficha
América 4
Paraná 1
América: Andrey, Norberto, Cleber, Edson Rocha e Wanderson; Márcio Passos, Coutinho, Fabinho e Régis (Raí); Max (Adriano Pardal) e Rodrigo Pimpão (Vinícius Pacheco). Técnico: Leandro Sena
Paraná: Luís Carlos, Roniery, Anderson, Brinner (Alex Alves) e Paulinho; Cambará, Fernando Gabriel, Ricardo Conceição e Ronaldo Mendes (Paulinho Oliveira); Paulo Sérgio (J.J. Morales) e Felipe Amorim. Técnico: Dado Cavalcanti.
Árbitro: Márcio Chagas da Silva (RS)
Gols: Régis/AME (11’/1ºT), Márcio Passos/AME (20’/1ºT), Max/AME (39’/1ºT), Ronaldo Mendes/PAR (43’/1ºT), Rodrigo Pimpão/AME (21’/2ºT)
Renda: R$ 10.630,00
Público: 1.499 pagantes
Estádio: Nazarenão.
Tribuna do Norte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.