terça-feira , dezembro 6 2016
Home / Polícia / Polícias Civil e Militar da PB desarticulam quadrilha de tráfico internacional de drogas

Polícias Civil e Militar da PB desarticulam quadrilha de tráfico internacional de drogas

Grupo atuava em nove estados do Brasil e em mais três países.
Investigação começou em Patos e prendeu 14 pessoas.

Polícias Civil e Militar da PB desarticula quadrilha de tráfico internacional de drogas

As polícias Civil e Militar da Paraíba realizaram neste fim de semana a operação ‘Prefixo’, prendendo 14 pessoas suspeitas de participação em uma organização internacional com atuação no tráfico de drogas em nove estados do Brasil e mais três países. Doze foram detidos na Paraíba e um peruano e uma brasileira foram presos no Ceará.

Segundo a investigação iniciada em julho deste ano a partir de prisões na cidade de Patos, no Sertão paraibano, a droga vinha da Bolívia e entrava pelos estados do Acre ou Mato Grosso, havendo uma alternância para dificultar o trabalho policial. O material era levado para Fortaleza, no Ceará, onde era distribuído para Paraíba, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Maranhão, Acre, Piauí, São Paulo e Amazonas. Além destes, a droga ainda era fornecida para o Peru e para a Espanha.

De acordo com o superintendente da 3ª Região Integrada de Segurança Pública da Paraíba, delegado André Rabelo, esta é a primeira vez que a polícia judiciária estadual desarticula uma quadrilha internacional de tráfico de drogas. Até as 8h, 14 pessoas foram presas, 22 indiciadas e a Polícia Civil continua os trabalhos para prender mais dois suspeitos.

Segundo a polícia, o peruano e sua esposa administravam a distribuição de cocaína, crack e maconha do Ceará para o resto do Brasil. Os dois suspeitos foram presos na rua Cidade Rio Branco, no bairro Henrique Jorge, por policiais civis e militares de Patos, com auxílio de policiais civis do Ceará.

Além das polícias Civil e Militar, participaram dos trabalhos a Promotoria.

Do G1 PB

VEJA TAMBÉM:

Oito pessoas são presas em Caicó por tráfico de drogas e aliciamento

Ossada do sanfoneiro desaparecido há 3 meses é localizada por um caçador na Serra do Peba

Jovem é espancado e enterrado vivo na Zona Norte; Por sorte consegue ser salvo da morte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.