sexta-feira , dezembro 9 2016
Home / Polícia / Pescador morre atropelado na BR-226 em Macaíba; o motorista fogiu do local

Pescador morre atropelado na BR-226 em Macaíba; o motorista fogiu do local

Acidente aconteceu na noite desta terça-feira (10), em Macaíba.

O pescador Francisco de Brito Dantas, de 63 anos, morreu ao ser atingido por um carro, no início da noite desta terça-feira (10). O acidente aconteceu na BR 226, na comunidade Mangabeira, em Macaíba. O motorista fugiu do local após o atropelamento. Testemunhas contaram que o idoso morto morava bem próximo ao trecho onde foi atropelado, inclusive, ele costumava atravessar a rodovia, mesmo já tendo sido alertado por familiares sobre o risco que isso representava. José Dantas, irmão da vítima, conversou com o Portal BO e afirmou que temia que isso pudesse acontecer. “Eu pedia muito para que ele tivesse bastante cuidado e se pudesse evitasse atravessar a BR, mas, infelizmente, aconteceu essa fatalidade”, lamenta. Devido à greve dos servidores do Instituto Técnico-Científico de Polícia (ITEP), o corpo do pescador ficou no meio da rodovia por aproximadamente três horas, deixando o trânsito lento no local. Como o motorista do carro envolvido no acidente fugiu, ninguém conseguiu identificar o modelo e nem as placas do veículo.

O pescador Francisco de Brito Dantas, de 63 anos, morreu ao ser atingido por um carro, no início da noite desta terça-feira (10). O acidente aconteceu na BR 226, na comunidade Mangabeira, em Macaíba. O motorista fugiu do local após o atropelamento.

Testemunhas contaram que o idoso morto morava bem próximo ao trecho onde foi atropelado, inclusive, ele costumava atravessar a rodovia, mesmo já tendo sido alertado por familiares sobre o risco que isso representava.

José Dantas, irmão da vítima, conversou com o Portal BO e afirmou que temia que isso pudesse acontecer. “Eu pedia muito para que ele tivesse bastante cuidado e se pudesse evitasse atravessar a BR, mas, infelizmente, aconteceu essa fatalidade”, lamenta.

Devido à greve dos servidores do Instituto Técnico-Científico de Polícia (ITEP), o corpo do pescador ficou no meio da rodovia por aproximadamente três horas, deixando o trânsito lento no local. Como o motorista do carro envolvido no acidente fugiu, ninguém conseguiu identificar o modelo e nem as placas do veículo.

PORTAL BO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.