sexta-feira , dezembro 9 2016
Home / Esportes / Flamengo tem que ter melhores resultados para não ter verba da Adidas reduzida

Flamengo tem que ter melhores resultados para não ter verba da Adidas reduzida

Com risco de desconto em verba da Adidas, Flamengo inicia returno por reação no Brasileiro

Caso termine o Campeonato Brasileiro abaixo do 13º lugar, clube sofre desconto de verba de contrato milionário

Flamengo selou a parceria com a Adidas no início deste ano (Foto: Ruano Carneiro/LANCE!Press) Repetir a campanha pífia da primeira metade do Campeonato Brasileiro não significará para o Flamengo apenas brigar contra o rebaixamento, mas também acarretará em possível prejuízo com um dos patrocinadores, especificamente no que diz respeito ao contrato milionário que selou a parceria com a Adidas este ano. Serão mais 19 rodadas para amenizar o ano marcado por crises e sem conquistas, a partir das 21h desta quinta-feira contra o Santos, no Maracanã. O LANCE!NET transmitirá a partida em tempo real. Caso a modesta 15 colocação do turno volte a se repetir no dia 8 de dezembro, quando terminará a competição, o Rubro-Negro terá uma redução de 10% dos R$ 38 milhões pagos anualmente pela fornecedora de material esportivo. Esta é uma das cláusulas previstas no acordo no caso de o time terminar o Brasileirão abaixo da 13 posição. Há também uma punição se o Flamengo disputar a Série B em 2014, perdendo 15% do montante. A penalidade imposta pela Adidas está documentada e significa uma diminuição real da receita capaz de ser projetada neste momento. Uma nova campanha ruim, por sua vez, poderá também implicar em queda de público e, consequentemente, afetará as arrecadações, principalmente com o sócio-torcedor. O clube esperava conseguir R$ 140 milhões de receita com o Nação Rubro-Negra até o fim do ano, mas nos primeiros três meses da campanha foi angariado apenas R$ 1,3 milhão. Com a quinta pior campanha do turno, com apenas 38,5% de aproveitamento, o Flamengo reconhece o desempenho abaixo da média e prega a reação imediata embalada por uma sequência de vitórias, fato que ainda não aconteceu. – Temos de começar 100% sempre em todos os jogos e contra o Santos não pode ser diferente. Os três pontos que nos separam da zona de rebaixamento são os mesmos que nos deixam longe daqueles times que estão na metade da tabela no Brasileiro – lembrou Gabriel. Campanha inferior à feita em 2012 Os números do Flamengo ao fim do primeiro turno deste Brasileirão são, de certa forma, desanimadores. Comparado à campanha do Rubro-Negro até a 19 rodada da competição, em 2012, o atual desempenho fica com sete pontos a menos. Se o rendimento na virada de turno deste ano é de 38,5%, o da temporada anterior foi de 50,9%. Em 2012, o Fla, que já havia conquistado oito vitórias àquela altura, ocupava a sétima posição na tabela. Neste ano, por outro lado, o Rubro-Negro amarga apenas a 15 posição, com cinco triunfos. Com uma campanha bem superior à atual, o time em 2012 terminou o Brasileirão no 11 lugar, tendo conquistado 50 pontos. Vale lembrar que, caso a equipe mantenha o rendimento do primeiro turno de 2013, irá terminar a atual competição com 44 pontos somados – três a mais do que o Sport, último colocado na temporada passada. O acordo milionário com a Adidas Duração do acordo O Flamengo assinou com a Adidas um contrato no valor de R$ 363 milhões por dez temporadas. A empresa pagará R$ 38 milhões por ano. Premiações De 2013 a 2018, a Adidas pagará R$ 250 mil pela conquista do Campeonato Carioca; R$ 300 mil para Copa do Brasil; R$ 400 mil para Copa Sul-Americana; R$ 1 milhão para o Brasileirão; R$ 1,5 milhão para a Copa Libertadores; e R$ 2 milhões para o Mundial da Fifa. Depois, os valores aumentam. Punições O clube perderá 10% do valor anual se ficar abaixo da 13 colocação no Brasileiro e 15% se for rebaixado.

Flamengo selou a parceria com a Adidas no início deste ano (Foto: Ruano Carneiro/LANCE!Press)

Repetir a campanha pífia da primeira metade do Campeonato Brasileiro não significará para o Flamengo apenas brigar contra o rebaixamento, mas também acarretará em possível prejuízo com um dos patrocinadores, especificamente no que diz respeito ao contrato milionário que selou a parceria com a Adidas este ano. Serão mais 19 rodadas para amenizar o ano marcado por crises e sem conquistas, a partir das 21h desta quinta-feira contra o Santos, no Maracanã. O LANCE!NET transmitirá a partida em tempo real.

Caso a modesta 15 colocação do turno volte a se repetir no dia 8 de dezembro, quando terminará a competição, o Rubro-Negro terá uma redução de 10% dos R$ 38 milhões pagos anualmente pela fornecedora de material esportivo. Esta é uma das cláusulas previstas no acordo no caso de o time terminar o Brasileirão abaixo da 13 posição. Há também uma punição se o Flamengo disputar a Série B em 2014, perdendo 15% do montante.

A penalidade imposta pela Adidas está documentada e significa uma diminuição real da receita capaz de ser projetada neste momento. Uma nova campanha ruim, por sua vez, poderá também implicar em queda de público e, consequentemente, afetará as arrecadações, principalmente com o sócio-torcedor. O clube esperava conseguir R$ 140 milhões de receita com o Nação Rubro-Negra até o fim do ano, mas nos primeiros três meses da campanha foi angariado apenas R$ 1,3 milhão.

Com a quinta pior campanha do turno, com apenas 38,5% de aproveitamento, o Flamengo reconhece o desempenho abaixo da média e prega a reação imediata embalada por uma sequência de vitórias, fato que ainda não aconteceu.

– Temos de começar 100% sempre em todos os jogos e contra o Santos não pode ser diferente. Os três pontos que nos separam da zona de rebaixamento são os mesmos que nos deixam longe daqueles times que estão na metade da tabela no Brasileiro – lembrou Gabriel.

Campanha inferior à feita em 2012

Os números do Flamengo ao fim do primeiro turno deste Brasileirão são, de certa forma, desanimadores. Comparado à campanha do Rubro-Negro até a 19 rodada da competição, em 2012, o atual desempenho fica com sete pontos a menos. Se o rendimento na virada de turno deste ano é de 38,5%, o da temporada anterior foi de 50,9%.

Em 2012, o Fla, que já havia conquistado oito vitórias àquela altura, ocupava a sétima posição na tabela. Neste ano, por outro lado, o Rubro-Negro amarga apenas a 15 posição, com cinco triunfos.

Com uma campanha bem superior à atual, o time em 2012 terminou o Brasileirão no 11 lugar, tendo conquistado 50 pontos. Vale lembrar que, caso a equipe mantenha o rendimento do primeiro turno de 2013, irá terminar a atual competição com 44 pontos somados – três a mais do que o Sport, último colocado na temporada passada.

O acordo milionário com a Adidas

Duração do acordo
O Flamengo assinou com a Adidas um contrato no valor de R$ 363 milhões por dez temporadas. A empresa pagará R$ 38 milhões por ano.

Premiações
De 2013 a 2018, a Adidas pagará R$ 250 mil pela conquista do Campeonato Carioca; R$ 300 mil para Copa do Brasil; R$ 400 mil para Copa Sul-Americana; R$ 1 milhão para o Brasileirão; R$ 1,5 milhão para a Copa Libertadores; e R$ 2 milhões para o Mundial da Fifa. Depois, os valores aumentam.

Punições
O clube perderá 10% do valor anual se ficar abaixo da 13 colocação no Brasileiro e 15% se for rebaixado.

Lance Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.