quinta-feira , dezembro 8 2016
Home / Esportes / Flamengo não passa de um empate sem gol contra o Náutico em Pernambuco

Flamengo não passa de um empate sem gol contra o Náutico em Pernambuco

Fla perde muitas chances e só empata com Náutico no 1º jogo ‘pós-Mano’

O Flamengo foi a Pernambuco na tarde deste domingo disposto a apagar a derrota para o Atlético-PR no meio de semana, no Maracanã, e esquecer a passagem de Mano Menezes pela Gávea. Comandado pelo interino Jayme de Oliveira, o Rubro-Negro carioca não conseguiu sair do zero a zero na Arena Pernambuco, apesar de perseguir o gol durante todo o confronto. No último minuto, Elias, o principal jogador do time, ainda perdeu chance inacreditável com o gol aberto e foi o retrato da infeliz tarde flamenguista em São Lourenço da Mata.

O Flamengo foi a Pernambuco na tarde deste domingo disposto a apagar a derrota para o Atlético-PR no meio de semana, no Maracanã, e esquecer a passagem de Mano Menezes pela Gávea. Comandado pelo interino Jayme de Oliveira, o Rubro-Negro carioca não conseguiu sair do zero a zero na Arena Pernambuco, apesar de perseguir o gol durante todo o confronto. No último minuto, Elias, o principal jogador do time, ainda perdeu chance inacreditável com o gol aberto e foi o retrato da infeliz tarde flamenguista em São Lourenço da Mata.

O resultado mantém o Flamengo em situação muito complicada na tabela, com apenas 27 pontos, já que a Portuguesa venceu o Inter no Sul e foi a 28 pontos. Para complicar a vida dos cariocas, esta semana ainda reserva o início das quartas de final da Copa do Brasil, contra o Botafogo, no Maracanã. Pelo Brasileiro, o Fla recebe o Criciúma no próximo domingo, no Maracanã, em duelo em que só a vitória interessa. Já o Náutico terá a semana livre e volta a campo no próximo sábado para receber o Coritiba.

O jogo –O duelo na Arena Pernambuco reuniu duas equipes que precisavam desesperadamente da vitória. O Náutico, virtualmente rebaixado, tentando mostrar que ainda pode reagir para evitar o rebaixamento. O Flamengo, por sua vez, beirando a zona da degola, vinha de uma derrota humilhante em pleno Maracanã para o Atlético Paranaense, que culminou com o pedido de demissão do técnico Mano Menezes.

Nesse contexto, o Rubro-Negro carioca tomou a iniciativa no início da partida. Mais solto em campo, os comandados de Jayme de Oliveira pressionaram os domos da casa e criaram muitas oportunidades de gol. O Náutico, por sua vez, adotou uma postura mais cautelosa e buscava o gol em contra-ataques.

O primeiro lance de perigo aconteceu logo aos três minutos. O atacante Hernane, em jogada individual, se livrou de dois marcadores e tentou o chute de fora da área, mas a bola saiu à esquerda de Gideão.

Aos nove, André Santos ganhou um escanteio pela esquerda. Na cobrança, o zagueiro Samir entrou de cabeça e obrigou Gideão a fazer a defesa. O mesmo Samir quase abriu o placar aos 14, após cruzamento de Carlos Eduardo, mas novamente Gideão salvou.

O goleiro do Náutico continuou se destacando e salvando sua equipe aos 18, quando após chute de André santos, defendeu em cima da linha. O Timbu tentou responder no minuto seguinte e quase marcou. Samir salvou de cabeça a conclusão de Tiago Real, que havia se livrado do goleiro Paulo Victor. O Flamengo voltou a assustar na cobrança de um escanteio. Carlos Eduardo levantou e Wallace subiu sozinho e mandou à esquerda de Gideão.

Aos 35, foi a vez de Paulo Victor salvar o Flamengo. O goleiro saiu de soco após cobrança de escanteio, mas a bola sobrou para Martinez, que arriscou de primeira. O arqueiro carioca se recuperou e fez brilhante defesa para evitar o gol. O ritmo do confronto diminuiu no final da primeira etapa, e o Náutico passou a se posicionar mais no campo do adversário e a controlar a posse de bola.

O jogo voltou a acelerar no segundo tempo. O Náutico procurava manter mais a posse de bola como fez no final do primeiro tempo, e o duelo ficou mais equilibrado. O Fla foi o primeiro a chegar. Aos quatro minutos, após troca de passes Elias chutou forte no canto e Leadro Amaro salvou com os pés. Aos 13 foi a vez do Náutico, que quase marcou num lance esquisito. Hugo tentou cruzar mais a bola foi em direção ao gol. Paulo Victor estava atento e se esticou para evitar o gol dos pernambucanos.

O jogo era lá e cá. O Flamengo tentava dar velocidade ao jogo em busca do gol enquanto o Náutico endurecia na marcação, às vezes de forma mais dura. A partida foi ficando dramática conforme foi se aproximando do final. O Flamengo tentava chegar ao gol de qualquer maneira, e abria espaços para os contra-ataques. Maikon Leite entrou no Náutico no lugar de Rogério, enquanto Marcelo Moreno foi a aposta de jayme Oliveira no Fla, tirando Paulinho.

Aos 43, Maikon Leite recebeu lançamento em profundidade, mas Paulo Victor foi mais rápido e saiu nos pés do atacante e evitou o gol. No último lance do jogo, aos 48, o lance mais incrível do jogo. Escanteio para o Fla, Moreno cabeceia e Gideão defende. Na sobra, a bola fica nos pés de Elias. O meia, dentro da pequena área, perde o gol feito. Fim de papo: 0 a 0.

Gazeta Press

VEJA TAMBÉM:

Bahia apronta no Maracanã e consegue virada em cima do Botafogo

Vettel vence GP de Cingapura e fica mais perto do tetra na F1

Renan Barão cumpre promessa, nocauteia Dominick e segue com o cinturão do UFC

UFC 165: Jones vence Gustafsson e quebra recorde como campeão do UFC

Assistir ao vivo, Treze x Fortaleza, transmissão online(22/09/2013) Brasileirão C

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.