sexta-feira , dezembro 9 2016
Home / Esportes / Atlético-MG mostra quem manda no Independência e vence o Coxa com 3 gols de Jô

Atlético-MG mostra quem manda no Independência e vence o Coxa com 3 gols de Jô

O Atlético-MG iniciou o jogo contra o Coritiba, nesta quinta-feira, frequentando a zona de rebaixamento, mas 90 minutos depois, a história já era bem diferente. Atuando no Independência, o Galo não deu chances para o Coxa e venceu os paranaenses por 3 a 0, dando um salto da na tabela de classificação.

O principal responsável pelo triunfo foi o avante Jô, que anotou os três gols do jogo, desencantando no Campeonato Brasileiro, já que o jogador ainda não tinha balançado as redes na atual edição da competição nacional. Com o resultado, o Atlético-MG chegou aos 25 pontos na décima colocação, deixando o Coritiba estacionado nos 28, perdendo contato com os líderes.

Jô esteve ameaçado de não entrar em campo, já que o jogador serviu a Seleção Brasileira nos amistosos contra Austrália e Portugal e teve pouco tempo de recuperação, menos de 48 horas, para voltar a atuar pelo Galo. Pelo Brasil, Jô também marcou três gols, mas nos dois amistosos.

Na sequência do Campeonato Brasileiro, o Atlético-MG terá compromisso contra o Grêmio, jogo marcado para o próximo domingo, na nova arena do Tricolor. Já o Coritiba joga no mesmo dia, recebendo o Bahia, no estádio Couto Pereira.

O jogo – Atuando em casa e precisando da vitória para deixar a zona de rebaixamento, o Atlético-MG iniciou o duelo contra o Coritiba com uma postura bastante agressiva, em busca do gol. Fernandinho e Luan foram bastante acionados pelos lados do campo, com Jô centralizado e Ronaldinho organizando o meio-campo.

 

Este foi o desenho tático do Galo e foi responsável pelas principais jogadas ofensivas do time mineiro. Já o Coxa se preocupou em primeiro lugar em não sofrer o gol, com isso, as linhas de marcação se apresentaram bem compactadas, reduzindo os espaços da equipe mineira. O contra-ataque foi a estratégia usada para tentar surpreender os donos da casa.

Isso quase aconteceu aos dez minutos, quando o time paranaense encaixou uma boa jogada com Robinho, que deu assistência para Bill, que finalizou no canto de Victor, que fez grande defesa, evitando a abertura do marcador. Apesar desta chance, foi o Galo que criou as melhores chances de gol, dominando a posse de bola usando os lados do campo.

O grande problema do Atlético-MG foi o excesso de passes errados, que resultou na diminuição do poder ofensivo do Galo. Já o Coxa sentiu as ausências de jogadores importantes, caso principalmente do maestro Alex, que foi poupado do duelo no Horto. Sem o craque, os visitantes não tiveram inspiração, assistindo passivamente o domínio alvinegro.

Bruno Cantini/CAM

O Atlético-MG iniciou o jogo contra o Coritiba, nesta quinta-feira, frequentando a zona de rebaixamento, mas 90 minutos depois, a história já era bem diferente. Atuando no Independência, o Galo não deu chances para o Coxa e venceu os paranaenses por 3 a 0, dando um salto da na tabela de classificação. O principal responsável pelo triunfo foi o avante Jô, que anotou os três gols do jogo, desencantando no Campeonato Brasileiro, já que o jogador ainda não tinha balançado as redes na atual edição da competição nacional. Com o resultado, o Atlético-MG chegou aos 25 pontos na décima colocação, deixando o Coritiba estacionado nos 28, perdendo contato com os líderes. Jô esteve ameaçado de não entrar em campo, já que o jogador serviu a Seleção Brasileira nos amistosos contra Austrália e Portugal e teve pouco tempo de recuperação, menos de 48 horas, para voltar a atuar pelo Galo. Pelo Brasil, Jô também marcou três gols, mas nos dois amistosos.

Jô desembarcou na última quarta-feira depois de atuar pela Seleção Brasileira e foi o astro do Atlético-MG

A insistência do Atlético-MG foi premiada aos 23, quando melhorou o passe e Fernandinho arrancou pela esquerda e cruzou na medida para o avante Jô, que balançou as redes no Independência, desencantando no Brasileiro. Inspirado pela passagem na Seleção Brasileira, Jô voltou a brilhar dois minutos depois, aproveitando mais uma bela jogada de Fernandinho e fuzilando o goleiro Vanderlei para dilatar o placar e levar a torcida à loucura no Horto.

Iluminado, Jô queria mostrar todo seu repertório, e aos 39, voltou a deixar sua marca, marcando o terceiro gol dele e do Atlético-MG na partida. Marcos Rocha acertou lançamento preciso para o matador alvinegro, que usou a categoria para tocar por cobertura, na saída do goleiro do time paranaense, praticamente liquidando a fatura no primeiro tempo.

Apesar da boa vantagem obtida nos 45 minutos iniciais, o Galo não quis saber de acomodação, e continuou com as rédeas da partida na etapa final. Aos poucos, o Atlético-MG foi diminuindo o ritmo intenso imprimido durante todo o tempo, mas nem assim, o Coritiba conseguiu criar grandes oportunidades contra o goleiro Victor.

Desgastado com os jogos defendendo o Brasil, Jô foi substituído na parte final do jogo por Alecsandro. O avante deixou o campo ovacionado pela torcida. Com seu principal atacante fora do jogo, os atleticanos passaram a controlar o jogo, mas criando chances de ampliar que não foram aproveitadas.

Do correspondente Wanderson LimaBelo Horizonte (MG)

Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.