domingo , dezembro 11 2016
Home / Polícia / Suspeitos de matar menino boliviano são mortos dentro de cadeia de São Paulo

Suspeitos de matar menino boliviano são mortos dentro de cadeia de São Paulo

Dois dos suspeitos de assassinar o garoto boliviano Brayan Yanarico Capcha, de 5 anos, morreram na cadeia onde estava, em São Paulo. De acordo com a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP), Paulo Ricardo Martins, de 19 anos, e Felipe dos Santos Lima, de 18, foram encontrados mortos no início da tarde desta sexta-feira.
Brayan foi morto em 28 de junho, em São Paulo, na casa onde morava com os pais. Felipe Lima foi preso no mesmo dia, enquanto Paulo Martins foi encontrado pela polícia apenas no dia seguinte. Desde então ambos cumpriam prisão preventiva no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Santo André, no ABC paulista.
Como supostamente não havia ameaças contra os dois presos, eles não se encontravam em alas separadas. Em depoimento ao portal G1, integrante da administração afirmou que a dupla foi vítima de envenenamento.  Ainda de acordo com a SAP, haverá agora uma apuração do caso para apontar oficialmente a causa das mortes.
Além dos dois mortos, um adolescente foi detido por conta do crime e outros dois suspeitos seguem detidos: Diego Rocha Freitas Campos, de 20 anos e, segundo as investigações, autor do tiro que matou Brayan, e Wesley Soares Pedroso, de 19 anos.
De acordo com os pais de Brayan, o garoto foi ameaçado durante todo o assalto que resultou em sua morte. Por chorar muito, o garoto supostamente irritou os assaltantes que acabaram o matando, mesmo levando R$ 4,5 mil da família boliviana.

Do Yahoo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.