domingo , dezembro 11 2016
Home / Futebol / Sem Seedorf, Botafogo abre três de vantagem, mas gol no fim deixa o Galo vivo

Sem Seedorf, Botafogo abre três de vantagem, mas gol no fim deixa o Galo vivo

Mesmo desfalcado de Seedorf, seu principal jogador, o Botafogo comprovou sua boa fase e derrotou o Atlético-MG por 4 a 2, em partida disputada na noite desta quinta-feira, no Maracanã, pelas oitavas-de-final da Copa do Brasil. Com o resultado, o time carioca pode até perder até por um gol de diferença, no jogo da volta, no Independência, para garantir a classificação para a próxima fase.

O Botafogo começou inseguro, viu o Galo sair na frente, mas conseguiu a reação ao subir de produção, principalmente no segundo tempo. Os gols do Botafogo foram marcados por Lodeiro, Leonardo Silva,contra, Rafael Marques e Vitinho. Marcos Rocha e Guilherme anotaram para a equipe mineira.

O jogo – Antes do primeiro minuto de partida, a torcida do Botafogo tomou um grande susto. Ronaldinho enfiou para Fernandinho, Jefferson saiu do gol e teve que usar os pés para aliviar o perigo. O time mineiro começou melhor e, aos dois minutos, Ronaldinho aproveitou um rebote da defesa para bater, de primeira, mas a bola desviou na zaga carioca e saiu.

Divulgação/Botafogo F. R.

Sem o meia Seedor, Lodeiro comandou o meio de campo do Botafogo e marcou o primeiro gol da vitória sobre o Galo

Aos quatro minutos, Fernandinho arrancou da intermediária, driblou Dória e Bolívar e chutou com grande perigo para o gol defendido por Jefferson. Sem a presença de Seedorf, a equipe carioca não tinha quem centralizasse as jogadas e preferia utilizar as laterais do campo para se aproximar da área mineira.

A primeira jogada perigosa do Botafogo aconteceu aos sete minutos. Lodeiro e Rafael Marques iniciaram a jogada e a bola foi lançada para Alex que acabou desarmado por Réver, na grande área, quando tentava a conclusão.

O time dirigido por Cuca continuava mais bem postado em campo e pressionando em busca do primeiro gol. Que quase aconteceu aos 13 minutos, quando Luan ganhou disputa com Gilberto dentro da área, mas chutou para fora, desperdiçando a oportunidade.

Aos 20 minutos, o Atlético marcou o primeiro gol. Luan arrancou desde a sua grande área, e lançou Ronaldinho Gaúcho na direita. O meia percebeu a entrada de Marcos Rocha e fez um passe perfeito para o lateral-direito penetrar pelo meio e tocar fora do alcance do goleiro Jefferson. Depois de sofrer o gol, o Botafogo tentou partir para o ataque, mas encontrava muita dificuldade para chegar na área atleticana, em condições de concluir.

Divulgação/Botafogo F. R.

Artilheiro, Rafael Marques também deixou sua marca e ressaltou a força do elenco alvinegro em mais um triunfo

Aos 29 minutos, o Botafogo marcou o gol do empate. Vitinho chutou da esquerda, a defesa mineira não conseguiu aliviar o perigo, e Alex tocou para Lodeiro bater, com grande categoria, sem chances de defesa para Victor. Dois minutos depois, foi a vez de Vitinho mandar a bomba, da entrada da área, e a bola tirou tinta do poste direito defendido por Victor.

O empate fez o Galo cair muito de produção. O time dirigido por Cuca não conseguia mais trocar passes com a desenvoltura anterior e até Ronaldinho que começou comandando as ações da sua equipe, desapareceu da partida. Só aos 38 minutos é que o Galo voltou a dar o ar da sua graça em boa jogada de Luan que arrancou pela direita e tentou lançar Ronaldinho Gaúcho, mas Gabriel bloqueou a jogada.

Aos 41 minutos, Fernandinho foi lançado pela esquerda e foi derrubado por Gilberto no bico direito da grande área. Ronaldinho bateu forte e a bola encobriu o travessão. Aos 44 minutos, Gilberto arrancou pela direita, bateu dois marcadores e cruzou para a área, mas a zaga do Galo aliviou. E no último lance importante da etapa inicial, Ronaldinho fez ótimo lançamento para Fernandinho que chutou cruzado e Jefferson espalmou para escanteio.

Os dois times voltaram sem modificações para o segundo tempo. E depois de alguns minutos de passes laterais, o Botafogo desempatou aos três minutos. Vitinho inverteu a jogada para Lodeiro que recebeu na esquerda, e mesmo marcado por Marcos Rocha,cruzou rasteiro para a pequena área. O zagueiro Leonardo Silva tentou cortar,e acabou desviando para o fundo das redes, surpreendendo o goleiro Victor.

Divulgação/Botafogo F. R.

O garoto Vitinho usou sua velocidade para incomodar a defesa atleticana e marcou o último gol botafoguense

A vantagem animou a equipe carioca que continuou pressionando e acabou marcando o terceiro gol aos dez minutos, através de Rafael Marques que aproveitou uma falha de marcação da zaga mineira para chutar forte. A bola desviou em Junior Cesar e entrou.

O Atlético ficou desorientado em campo e para recompor a força ofensiva da equipe, o técnico Cuca trocou o volante Josué pelo meia Guilherme.Aos 19 minutos, após cobrança de escanteio efetuada por Ronaldinho, Réver subiu mais do que a zaga, mas cabeceou para fora.

Aos 23 minutos, quase que o Botafogo marcou o quarto gol. Rafael Marques tabelou com Alex, invadiu a área pela direita, mas adiantou a bola e permitiu que Victor evitasse o quarto gol. Cuca gastou todas as substituições e o Atlético partiu para tentar descontar a vantagem da equipe carioca, mas o Botafogo se defendia com competência.

Aos 41 minutos, Henrique brigou pela bola, desarmou Réver e tocou para Vitinho que chutou forte e marcou o quarto gol do Botafogo, para delírio da torcida que compareceu ao Maracanã. Aos 44 minutos, Henrique recebeu ótimo passe de Ronaldinho e chutou para marcar o segundo gol da equipe mineira, definindo o placar da partida.

Gazeta PressRio de Janeiro (RJ)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.