quinta-feira , dezembro 8 2016
Home / RN / Natal tem chuva de 69,8 milímetros em duas horas, registra Emparn

Natal tem chuva de 69,8 milímetros em duas horas, registra Emparn

Volume é maior do que o total esperado para todo o mês de agosto.
No acumulado entre 0h e 17h foram 76,4 milímetros de chuva na capital.

Moradores utilizam botes na avenida da Divisão, no bairro Cidade Nova (Foto: Jorge Talmon/G1)Moradores utilizam botes na avenida da Divisão, no bairro Cidade Nova (Foto: Jorge Talmon/G1)

Em duas horas a estação meteológica da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn) registrou 69,8 milímetros de chuva neste domingo (18) em Natal. O volume alcançado entre 14h e 16h representa mais da metade do total esperado pela Emparn para todo mês de agosto, que é de 115 milímetros, conforme explica o meteorologista Gilmar Bistrot.
No acumulado de 0h às 17h deste domingo foram 76,4 milímetros registrados pela estação metereológica. A chuva vem causando alagamentos nas ruas e transtornos nos bairros da capital potiguar. A Defesa Civil de Natal atendeu nove ocorrências relacionadas à chuva durante a tarde na capital potiguar. A maioria dos casos é de casas alagadas. Nenhuma área considerada de risco teve incidentes registrados.

No bairro Cidade Nova, os moradores precisaram usar botes para atravessar a Avenida da Divisão. O professor Edneldo Cavalcante de Andrade, de 27 anos, conta que a situação se repete durante todos os anos na região. "Se chover muito, fica desse jeito. As pessoas montam barricadas para evitar a invasão da água", relata.
O professor explica que em 2009 o calçamento foi quebrado para a realização de uma drenagem, porém a obra não resolveu o problema. "O serviço foi muito mal feito. O calçamento ficou todo irregular, o que gera pontos de alagamento", diz. Na casa onde mora com a mulher, o filho e o sogro Edneldo usou uma barricada de 20 centímetros na porta. "Isso porque estamos na parte alta da rua. Na parte baixa muita gente já perdeu móveis em época de chuva", conclui.
O chefe da Defesa Civil municipal, Jeoás Santos, informou que o chamado mais grave aconteceu no conjunto Alagamar, em Ponta Negra, na zona Sul, onde uma lagoa de captação transbordou. A equipe da Defesa Civil acionou uma bomba para escoar a água.

Do G1 RN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.