sábado , dezembro 3 2016
Home / Justiça / Justiça do Rio marca 1ª audiência sobre caso de marido que matou mulher a marteladas

Justiça do Rio marca 1ª audiência sobre caso de marido que matou mulher a marteladas

Está marcada para o dia 26 de agosto a primeira audiência de Mário Henrique Rodrigues Lopes, de 28 anos, suspeito de matar a mulher Thalita Juliane, de 24 anos, a marteladas em 25 de junho. O crime aconteceu no apartamento do casal, em Vila Isabel, zona norte do Rio.
A data foi marcada nesta quarta-feira (31), pelo juiz da 1ª Vara Criminal da Capital, Fábio Uchôa Pinto de Miranda Montenegro, que destacou a necessidade de preservar a memória das testemunhas e de acelerar o processo.
No início do mês, o juiz já havia recebido a denúncia que pedia que a prisão temporária em flagrante mudasse para prisão preventiva. A solicitação foi aceita pelo juiz Fábio Uchôa, que afirmou que a liberdade do jovem representa risco à sociedade.
Thalita Juliane e Mário Lopes estavam casados havia um mês. Segundo a defesa do suspeito, Thalita dizia acreditar que ele sofria de problema espiritual. De acordo com o advogado Rogério Rabe, de 28 anos, ele vinha sofrendo surtos psicóticos, mas a mulher, por falta de informação, achava que a solução estaria em um exorcismo.
Mário Henrique está internado no Hospital Psiquiátrico Roberto Medeiros no Complexo Penitenciário de Gericinó, na zona oeste do Rio. Segundo Rabe, se ele for considerado doente mental, Mário permanecerá no mesmo hospital até que possa receber alta.
Do R7

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.