sábado , dezembro 10 2016
Home / Futebol / E agora América? Ministério Público pede interdição do estádio Nazarenão

E agora América? Ministério Público pede interdição do estádio Nazarenão

A Promotoria de Defesa do Consumidor do Ministério Público Estadual (MPE) ajuizou uma ação civil pública para que a CBF não marque jogos do América no estádio Nazarenão, em Goianinha. De acordo com o órgão, a praça esportiva não obedece as exigências do Estatuto do Torcedor e do regulamento da Série B que exige a capacidade mínima de 10 mil torcedores sentados.

Adriano AbreuRetorno ao Nazarenão foi um apelo para melhorar o desempenho técnico do América em campoRetorno ao Nazarenão foi um apelo para melhorar o desempenho técnico do América em campo

A ação pede uma multa de R$ 100 mil por cada jogo marcado pela CBF, já sendo aplicada na partida entre América e São Caetano marcada para sábado (31), e R$ 500 por cada jogo realizado em descumprimento da eventual decisão judicial. O MPE também requer o afastamento do presidente da CBF, José Maria Marin, e do presidente do América, Alex Padang, e a nomeação de interventores durante o processo. A ação ainda pede a suspensão das funções dos dois dirigentes por seis meses.
O 24° Promotor de Justiça da Comarca de Natal pede na Ação que a Justiça impeça a CBF e o América de receber benefício fiscal em âmbito federal, bem como à suspensão por seis meses dos repasses de recursos públicos federais da administração direta e indireta, inclusive, dos recursos da Timemania, provenientes da Caixa Econômica Federal.

Tribuna do Norte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.