quinta-feira , dezembro 8 2016
Home / Futebol / Vasco é goleado pelo Inter e crise aumenta em São Januário

Vasco é goleado pelo Inter e crise aumenta em São Januário

image

O Internacional voltou a vencer no Campeonato Brasileiro, neste domingo, em um jogo com oito gols. O time dirigido por Dunga fez 5 a 3 no Vasco e encerrou seu jejum de três rodadas sem triunfo. A partida em Caxias do Sul, no estádio Centenário, teve praticamente de tudo: frango de goleiro, gol contra e também belas finalizações. Nei contra, Forlán, Índio, Rafael Moura e D’Alessandro marcaram para o Colorado. André, Rafael Vaz e Fellipe Bastos descontaram.

O placar empurra o Inter para o sexto lugar, com 9 pontos, e aumenta a crise no Vasco. Com salários atrasados, o time carioca pode até perder o técnico Paulo Autuori. Justamente pelos problemas financeiros.

O Inter começou melhor o jogo e rapidamente passou a dominar o Vasco. Sem poder ofensivo, o time carioca ficou retido na defesa. Mas aí as improvisações de cada time fizeram a diferença. Uma para o bem e outra para o mal.

Veja Álbum de fotos Fabrício, improvisado como meia, foi ao fundo e cruzou para a área. Nei, deslocado para a lateral esquerda, cabeceou contra o próprio gol. Um erro crasso. O curioso é que nenhum atacante do Inter estava no lance, mas ainda assim o camisa 4 subiu e mandou para o fundo das redes de Michel Alves.

A torcida do Inter no estádio Centenário vibrou duplamente. Além da vantagem no jogo, aproveitou para ironizar Nei. Campeão da Libertadores em 2010, o lateral nunca foi unanimidade entre os colorados e deixou o Beira-Rio em baixa no final do ano passado.

Com menos neblina, o Inter apertou mais o Vasco. Forlán arriscou um chute de primeira aos 18 e aos 30 cabeceou. Mas o uruguaio foi marcar na sua especialidade. Aos 38, o camisa 7 encheu o pé e acertou o ângulo direito. Um chute forte, indefensável. Golaço.

Mas o Vasco foi para o vestiário vivo no confronto. Aos 44, a defesa do Inter bateu cabeça em um escanteio e André aproveitou o rebote dentro da pequena área. O atacante chutou no canto esquerdo e descontou.

No segundo tempo o ataque do Inter, inédito e sem centroavante de origem, mudou. Jorge Henrique – de atuação sem destaque, deu lugar a Rafael Moura já na volta do intervalo. E logo de cara deu frutos. He-Man se esticou e desviou cruzamento. Fabrício completou para o gol, mas o lance foi anulado por impedimento do camisa 14.

O terceiro gol do Inter, contudo, não demorou a sair. Quatro minutos depois do lance anulado pela arbitragem, Índio concluiu duas vezes para fazer o seu. O zagueiro de 38 anos aproveitou um cruzamento de Gabriel. A vantagem de dois gols não durou muito, pois Rafael Vaz se desprendeu da defesa e marcou um belo gol. O zagueiro chutou forte, de fora da área, e contou com o efeito da bola para vencer Muriel.

A falta de consistência dos dois lados deixou outros três gols acontecerem. Rafael Moura escorou dentro da área e fez 4 a 2. D’Alessandro chutou de primeira e ampliou. Mas Fellipe Bastos, em cobrança de falta de muito longe, contou com a falha do goleiro do Inter para marcar o terceiro do Vasco. Placar final: 5 a 3.

Fonte: Uol Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.