sábado , dezembro 10 2016
Home / Futebol / Grêmio entra na briga para aumentar número de estrangeiros por partida no Brasileirão

Grêmio entra na briga para aumentar número de estrangeiros por partida no Brasileirão

Boa atuação de Maxi Rodríguez no sábado motivou o clube a pressionar a alteração na CBF

Grêmio entra na briga para aumentar número de estrangeiros por partida no Brasileirão Mauro Vieira/Agencia RBS

O uruguaio Maxi Rodríguez e o centroavante Barcos são dois dos estrangeiros do GrêmioFoto: Mauro Vieira / Agencia RBS

Animado pela boa atuação de Maxi Rodríguez contra o Atlético-PR, sábado, o Grêmio acelera a gestão para modificar a legislação que limita em três por partida o número de jogadores estrangeiros no Brasileirão. O tema já é analisado pelo presidente da CBF, José Maria Marin.

O que precisa ser alterado é o artigo 45 do Regulamento Geral das Competições. Como não se trata de uma lei, a mudança só depende de um ato administrativo da CBF, dispensando votação no Congresso Nacional.

– Acredito que esta matéria já esteja na pauta do presidente (Marin). As solicitações são feitas por clubes de todos os Estados – afirma Luiz Gustavo, diretor de registros da CBF.

Ainda que considere pouco provável uma modificação neste ano, o presidente Fábio Koff não perde tempo para articular. Valendo-se de um relacionamento com todos os clubes, cultivado ao longo de 18 anos como presidente do Clube dos 13, tem obtido avanços na tentativa de sensibilizar outros dirigentes a aderir a sua ideia.

– A receptividade tem sido muito grande – atesta o executivo de futebol Rui Costa.

Segundo o dirigente, é inconcebível que o Brasil, país de maior potencial econômico da América do Sul, ainda imponha limites na utilização de mão de obra importada. A contrapartida também é real, diz Costa. Jogadores brasileiros com pouco espaço em clube locais também poderiam atuar em países vizinhos.

Grêmio, Inter, Santos, Flamengo, Corinthians e Vitória-BA são os times brasileiros que mais contam com estrangeiros. Todos eles esbarram na lei, que não permite a inclusão de um quarto jogador de outro país sequer no banco de reservas.

Como é praticamente certo, conforme Rui Costa, que o paraguaio Riveros terá condição legal até sexta-feira, o técnico Renato Portaluppi terá que abrir mão de um estrangeiro contra o Botafogo. Em enquetes de rádio, os torcedores já fizeram sua opção. A maioria prefere Maxi Rodríguez e não Riveros como o terceiro estrangeiro na equipe.

Os estrangeiros do Grêmio:
– Riveros (Paraguai), volante;
– Maxi Rodríguez (Uruguai), meia;
– Barcos (Argentina), atacante;
– Vargas (Chile), atacante

Fonte: Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.