quinta-feira , dezembro 8 2016
Home / Polícia / Ex-presidiário é assassinado em estrada entre Parnamirim e Macaíba

Ex-presidiário é assassinado em estrada entre Parnamirim e Macaíba

Marcelo Gomes, de acordo com a polícia, já esteve preso por tráfico de drogas.

Fotos: Sérgio Costa / Portal BO

Marcelo Gomes de Lima, de 32 anos, foi assassinado, em uma estrada carroçável, entre os municípios de Macaíba e Parnamirim, na noite desta quinta-feira (11). A polícia, porém, ainda não sabe a forma como o homem foi morto e, somente após a necropsia do Instituto Técnico-Científico de Polícia será possível precisar.

No entanto, de acordo com o tenente Madeiro, oficial do 3º Batalhão da Polícia Militar, Marcelo tem uma perfuração na cabeça, semelhante a um disparo de arma de grosso calibre. Por outro lado, uma testemunha do homicídio, que estaria caminhando com a vítima, revelou que os dois teriam sido abordados por dois homens armados com faca.

Tal testemunha, que não teve o nome divulgado, contou para os policiais que ele e Marcelo tinham saído de Monte Castelo, em Parnamirim, e estavam caminhando pela estrada, quando dois homens em uma motocicleta se aproximaram deles.

Ainda de acordo com o relato, um dos homens da moto estava armado com uma faca e começou a dizer que iria matar os dois esfaqueados. Neste momento, o amigo de Marcelo Gomes teria conseguido fugir e se esconder em um matagal. Ele disse aos policiais que, em nenhum momento, escutou barulho de disparo de arma de fogo.

Apesar disso, o tenente Madeiro revelou que a testemunha teria entrado em contradição algumas vezes, ao conversar com os policiais. Por esse motivo, ele deverá ser convocado para prestar depoimento à Polícia Civil.

Edneide Silva, esposa de Marcelo, esteve no local do crime e declarou que o marido estava trabalhando como chapa, descarregando cargas de caminhões. Ela contou que ele passou sete meses pelo crime de tráfico de drogas, em Parnamirim, mas que havia se afastado desse mundo e começado a trabalhar dignamente. A mulher não soube dizer o que poderia ter motivado o crime.

Fonte: PORTAL BO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.