sábado , dezembro 3 2016
Home / Nacional / Trabalhadores devem retomar obras do aeroporto de Fortaleza

Trabalhadores devem retomar obras do aeroporto de Fortaleza

Os trabalhadores do aerporto reivindicam aumento salarial de 25%, porém os empresários consideram o valor muito alto e ofertaram um reajuste de 8,7%

O Tribunal Regional do Trabalho determinou, na segunda-feira (6), que pelo menos70% dos trabalhadores do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria da Construção Estradas Pavimentação e Obras de Terraplanagem do Ceará (Sintepav-CE) retomem as obras do Aeroporto Internacional Pinto Martins, em Fortaleza. Em caso de descumprimento, a multa aplicada será de R$ 100 mil por cada dia de paralisação.

Na decisão, o TRT alegou abusividade do movimento, “ao argumento de que o mesmo teria sido iniciado sem que houvesse o esgotamento da negociação coletiva e sem prévia comunicação, violando os comandos legais”. Além disso, declarou que a greve afeta diretamente a evolução das obras do aeroporto, “causando impacto no cronograma de execução dos serviços, afetando toda a sociedade e o planejamento governamental”.

“Nos serviços ou atividades essenciais, os sindicatos, os empregadores e os trabalhadores ficam obrigados, de comum acordo, a garantir, durante a greve, a prestação dos serviços indispensáveis ao atendimento das necessidades inadiáveis da comunidade”.

Reivindicações

Os trabalhadores reivindicam aumento salarial de 25%, porém os empresários consideram o valor muito alto e ofertaram um reajuste de 8,7%.

Aeroporto não fica pronto para a Copa das Confederações

O ministro da Aviação Civil, Moreira Franco, visitou o Ceará neste mês e constatou que as obras ficam prontas, se continuar nesse ritmo, em 2014. Dessa forma, o aeroporto de Fortaleza não ficará pronto para a Copa das Confederações, que já acontece em junho deste ano. “O complexo aéreo portuário é um aspecto importantíssimo para um ambiente de tranquilidade, paz e conforto que queremos garantir ao cidadão brasileiro”, afirmou.

Tribuna do Ceará

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.