sexta-feira , dezembro 2 2016
Home / Poemas e poesias / Tem tudo e não falta nada Na feira de Santa Cruz

Tem tudo e não falta nada Na feira de Santa Cruz

A feira de Santa Cruz-RN é conhecida pela variedade de produtos que estão a venda todos os sábados. Ponto de encontro de amigos, poetas e admiradores da poesia popular.

Tem tudo e não falta nada Na feira de Santa Cruz

No mercado, um açougueiro
Carrega a perna de um touro,
Chapéu de bola de couro
No quengo de um cabeceiro,
Um misto velho brejeiro
Com um pingente de Jesus,
Um caçoar de pitus
Pra vender numa calçada;
Tem tudo e não falta nada
Na feira de Santa Cruz
(Hélio Crisanto)

Tem cigano marreteiro
Doido pra pegar otário
Do caminhão do horário
Desce um bêbado arruaceiro;
Na banca do manganheiro
Se avista dois urus
Um está cheio de umbus
E no outro, manga espada
Tem tudo e não falta nada
Na feira de Santa Cruz.
(Léo Medeiros)

Mote: Hélio Crisanto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.