sábado , dezembro 3 2016
Home / Nacional / Em Minas Gerais, Secretária de saúde é exonerada após fazer referência a drogas

Em Minas Gerais, Secretária de saúde é exonerada após fazer referência a drogas

A secretária de Saúde, Gilza Helena de Carvalho, de de Lavras da Mangabeira, em Mina Gerais, pediu exoneração do cargo após uma polêmica postagem em uma rede social.
Gilza publicou uma foto em que aparece vestida com roupas hippies para uma festa à fantasia. Na legenda, escreveu: “Só falta o baseado”.
O caso ganhou repercussão após um blog da cidade reproduzir a foto e a legenda. A secretária acabou pedindo exoneração do cargo.
Após a confusão, a ex-secretária publicou uma nota de repúdio, afirmando que não faz apologia às drogas, tampouco uso:
"É com grande pesar e indignação, que movida por atos inconsequentes e até mesmo criminosos praticados por pessoas inescrupulosas, que me sinto na obrigação de publicamente prestar esclarecimentos a toda a população sobre as calúnias e difamações que venho sofrendo de forma pública, inicialmente por um pseudo jornalista e após pelo ilustre Vereador Sr. Leandro Moretti, através da mídia digital, e de forma absurda, na Tribuna da Câmara Municipal de Lavras, local este que deveria ser utilizado para a promoção do bem comum e não para agressivos e criminosos shows pirotécnicos como ocorreu na noite de ontem.
Diferentemente do que tentaram de forma arrogante, criminosa e agressiva falar, apenas fiz um comentário sem nenhuma maldade por estar em uma festa à fantasia, da qual minha indumentária remontava aos anos 60 e 70 onde predominava a era hippie e a utilização de drogas como álcool e maconha era algo comum.
Jamais faria apologia ao uso de drogas, até porque sou profissional da área de saúde e vejo o dano que as drogas podem causar no seio familiar. Sou mãe e tenho uma reputação a zelar, bem como profissional comprometida e preocupada com o bem estar da sociedade. Nunca deixei de atender as pessoas que buscam diariamente apoio junto à Secretaria Municipal de Saúde, e até mesmo deslocando-me até a residência dos pacientes que não podem se locomover.
Assim, em meio aos danos causados à minha pessoa e à minha família, pois tenho duas filhas adolescentes em casa, às quais procuro passar princípios doutrinários de amor ao próximo, respeito e honestidade, e; procurando preservar a Administração Municipal de Lavras, que tem à frente o Prefeito Marcos Cherem, e para que eu possa exercer na plenitude o meu direito de defesa como cidadã, achei por bem, pedir a exoneração do cargo de Secretária Municipal de Saúde, por considerar gravemente o teor das acusações a mim impostas por tais pessoas que visaram simplesmente a auto promoção e a desestabilização da própria administração pública.
Desta forma, meu pedido de exoneração se dá simplesmente para que, medidas possam ser tomadas no sentido de comprovar minha inocência em relação a tão grave acusação e oportunamente apresentar ao Prefeito e àqueles que tentam de forma cruel e vergonhosa denegrir a minha imagem, as provas de minha idoneidade que é pública e notória".

Redação O POVO Online

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.