quinta-feira , dezembro 8 2016
Home / Ciência / Cientistas aprimoram vacina anti-cocaína

Cientistas aprimoram vacina anti-cocaína

Pesquisadores norte-americanos da Weill Cornell Medical College, obtiveram sucesso em testes realizados com primatas para garantir a eficácia daVvacina anti-cocaína. A conquista aproxima a possibilidade de testes com humanos.

O objetivo da vacina é impedir que a droga atinja o cérebro e produza um aumento de dopamina no organismo. De acordo com o principal investigador do estudo, Ronald G. Crysta, a vacina atua eliminando o entorpecente do sangue antes que ele alcance o cérebro. Os testes com dependentes químicos estão previstos para acontecer ainda dentro de um ano.

A cocaína resulta em sensações de prazer porque bloqueia a reciclagem de dopamina, conhecida como o “neurotransmissor” do prazer. Quando a dopamina se acumula nas terminações nervosas, "você recebe essa inundação maciça de dopamina e isso causa a sensação ‘ boa’ da cocaína para os usuários", explica Crystal.

A substância da vacina é uma combinação de um pedaço do vírus da gripe comum com uma partícula que imita a estrutura de cocaína. Uma vez no organismo, o sistema imunológico prepara uma resposta imunitária contra o invasor e acaba enxergando, ao mesmo tempo, a cocaína como um intruso. Com isso, as células imunológicas desenvolvem anticorpos para neutralizar a ação da cocaína no organismo.

O POVO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.