sexta-feira , dezembro 2 2016
Home / RN / RN sediará evento internacional de sustentabilidade

RN sediará evento internacional de sustentabilidade

Natal será o palco para estreia do primeiro “Nordeste 2030: Fórum Internacional de Métricas Para a Sustentabilidade”. O evento acontece nos dias 14 e 15 de agosto, no auditório Lavoisier Maia, do Centro de Convenções, em ação conjunta da Sudene e do Governo do Estado, com apoio do instituto WWI-Worldwatch Institute – referência mundial em sustentabilidade e responsável pela elaboração de relatórios anuais usados por governos, universidades e organismos internacionais, a exemplo das Nações Unidas.
Esta semana, o diretor da WWI no Brasil e demais países de língua portuguesa, Eduardo Athayde esteve em Natal ciceroneado pelo secretário de Estado do Turismo, Renato Fernandes. Participou de encontros e obteve audiência junto à governadora Rosalba Ciarlini para comentar o projeto do Fórum. Até então, Natal disputava com Fortaleza a possibilidade de sediar o evento. “Devemos muito ao esforço do secretário Renato Fernandes esta vitória para Natal e o esperado sucesso do Fórum”, comentou Athayde.
Para o executivo, o “Nordeste 2030…” abrirá um debate em dimensão inovadora da sustentabilidade focado nas métricas, ou seja: transferir as metas da sustentabilidade para teorias concretas em benefício à sociedade. “Isso diz respeito à valorização da marca do Estado. A marca da Petrobras vale hoje R$ 19 bilhões. Quanto vale a marca do Rio Grande do Norte? Cidades, estados, localidades do mundo estão estabelecendo valor para suas marcas para melhor competir por investimentos e turistas”, disse.
No evento serão apresentados estudos de caso exitosos de outras partes do mundo. Contará com a presença de investidores nacionais e internacionais, incluindo executivos do Principals of Responsable Investiments (PRI), abraçados pela ONU e que possuem, no conjunto de seus ativos, 33 trilhões de dólares (mais do que um terço do PIB mundial). Enrique Iglesias, que foi presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) por quase duas décadas, confirmou participação.
O público alvo do Fórum são líderes empresariais, políticos, o setor acadêmico e comerciantes de médias e pequenas empresas. “Eventos do tipo são realizados no mundo inteiro. O Nordeste tem enorme potencial, embora percebido pela velha política econômica insustentável e exportada sem valor agregado”, concluiu Eduardo Athayde. Ao fim do Fórum, as capitais nordestinas apresentarão suas candidaturas para o evento de 2014.

Via Gustavo Szilagyi Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.