domingo , dezembro 11 2016
Home / Polícia / Polícia Federal desarticula quadrilha de traficantes no Rio Grande do Sul

Polícia Federal desarticula quadrilha de traficantes no Rio Grande do Sul

No total, treze pessoas foram presas em oito meses de investigação.

Treze pessoas foram presas e mais de seis quilos de cocaína apreendidos em uma operação da Polícia Federal (PF) na Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul. Batizada de Operação Milano, a ofensiva contra o tráfico de drogas ainda está em andamento nos municípios da região.
Com as investigações feitas, a PF conseguiu desarticular uma quadrilha de tráfico de drogas que agia em algumas cidades da Fronteira. Desde agosto do ano passado, nove pessoas já haviam sido presas, a maioria nas cidades de Rosário do Sul e São Gabriel.
Os policiais federais realizaram mais três prisões temporárias em Rosário do Sul e em Alvorada, na Região Metropolitana, e uma em flagrante em Santana do Livramento. Foram cumpridos também 15 mandados de busca e apreensão de drogas.
Em Livramento, uma mulher, de 44 anos, foi presa em flagrante por tráfico de drogas, no bairro Santa Clara. De acordo com a PF, a casa dela funcionava como ponto de venda de entorpecentes. E há suspeitas de que ela usava dois dos cinco filhos para comercializar o crack.
No local foi encontrado uma pequena quantidade de crack e dinheiro. Bagé, Dom Pedrito, Santana do Livramento e Alegrete são algumas das cidades que eram abastecidas pelos traficantes. Conforme a PF, o grupo criminoso era chefiado por dois detentos que já cumprem pena na Penitenciária Estadual do Jacuí e no Presídio Regional de Bagé.
Os integrantes da quadrilha usavam crianças e adolescentes, que muitas vezes eram filhos deles, para o transporte das drogas. Eles também estavam envolvidos em homicídios, roubos a estabelecimentos rurais e comerciais em Dom Pedrito e Bagé e lavagem de dinheiro. A operação envolveu policiais de todo o estado.

Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.