domingo , dezembro 4 2016
Home / Futebol / Libertadores: São Paulo vence, se classifica e volta a encontrar com Atlético-MG nas oitavas

Libertadores: São Paulo vence, se classifica e volta a encontrar com Atlético-MG nas oitavas

Rogério Ceni comemora gol com jogadores do São Paulo contra o Atlético-MG

O São Paulo conseguiu a tão sonhada vaga nas oitavas de final da Copa Libertadores. Além de quebrar a invencibilidade do Atlético-MG e vencer o jogo por 2 a 0 na noite desta quarta-feira, no Estádio do Morumbi, o time ainda contou com a ajuda do Arsenal de Sarandí, que venceu o The Strongest dentro de casa. Os gols do confronto brasileiro foram marcados por Rogério Ceni, em pênalti sofrido por Aloísio, e Ademílson, no fim do segundo tempo.

A vitória e a classificação acaba fazendo a partida desta quarta ser a primeira de uma série de três. São Paulo e Atlético-MG voltam a se encontrar na próxima fase, desta vez com o peso do mata-mata. A primeira partida será, mais uma vez, disputada no Morumbi, e a decisão da vaga ficará no Independência, em Minas Gerais.

17.abr.2013 – Rogério Ceni comemora gol do São Paulo contra o Atlético-MG na LibertadoresRicardo Nogueira/Folhapress

O primeiro tempo da partida acabou como um resumo do que o São Paulo tem feito nesta Copa Libertadores. O time sofreu para criar boas jogadas e não conseguiu confiar em um homem gol. Sem Luis Fabiano, suspenso por discutir com juiz após o apito final do empate com o Arsenal de Sarandí, o time dependeu da correria de Osvaldo e da raça de Aloísio. Ganso também tentou mudar de comportamento, deu carrinho, marcou e até acertou dribles de efeito, mas não chegou nem perto da costumeira eficiência de Jadson, outro suspenso, mas por cartão amarelo.

Enquanto isso, o Atlético-MG não se importava em jogar no seu campo e aguardar o erro de seu adversário. Com a classificação garantida, o time de Cuca apenas segurava a bola quando tinha ela nos pés e se recompunha muito rápido quando perdia a posse. Nos 45 minutos, Victor e Rogério Ceni precisaram fazer aquecimento com a bola rolando para não ficarem completamente fora de ritmo num frio Morumbi. A maior vibração até então tinha sido o gol do Arsenal de Sarandí diante do The Strongest.

Na etapa complementar, empurrado por sua torcida que lotou boa parte do estádio, com mais de 50 mil pessoas, o São Paulo voltou a tentar pressionar o Atlético-MG, mas seguia esbarrando na marcação mineira. A melhor chance dos minutos iniciais aconteceu com Carleto. O lateral esquerdo armou o chute e acabou colocando a bola direto para o gol. Atento, Victor defendeu.

São Paulo 2 x 0 Atlético-MG – 5 vídeos

Poucos minutos depois, o São Paulo contou com um personagem que ainda não tinha tido um papel fundamental na Libertadores perto do que normalmente teve na história recente do clube: Rogério Ceni. O goleiro converteu pênalti sofrido por Aloísio e se ajoelhou de novo no gramado do Morumbi. Se há algumas semanas o gesto era para implorar por um pênalti marcado contra o Corinthians, desta vez, foi para vibrar bastante com o gol. A torcida pôde comemorar ainda mais um minuto depois, com o Arsenal de Sarandí aumentando a vantagem em cima do The Strongest na Argentina.

O gol fez os são-paulinos usarem e abusarem da catimba. Rogério Ceni e Lúcio, por exemplo, caíram por mais de cinco minutos no total. O zagueiro chegou até a tirar a chuteira e fez o carrinho móvel entrar em campo, mas saiu andando mesmo. O Atlético-MG, nervoso, passou a reclamar bastante do juiz e tentou ir à frente com substituições de Cuca, mas não conseguiu.

Pelo contrário: o São Paulo conseguiu aumentar a sua vantagem. Ganso fez ótimo lançamento para Osvaldo, que cruzou para Ademílson, que acabara de entrar. O atacante só completou e garantiu a festa tricolor.

Fonte: UOL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.