domingo , dezembro 4 2016
Home / Polícia / Ex-prefeito de Galinhos e Serra de São Bento, RN é preso acusado de estelionato

Ex-prefeito de Galinhos e Serra de São Bento, RN é preso acusado de estelionato

Ricardo Araújo já foi prefeito em Galinhos e Serra de São Bento.
Segundo a polícia, político vendeu imóveis de forma irregular a terceiros.

Ricardo de Santana Araújo foi prefeito de duas cidades no RN (Foto: Divulgação/TSE)Ricardo de Santana Araújo foi prefeito de Galinhos e
Serra de São Bento (Foto: Divulgação/TSE)

O agropecuarista Ricardo de Santana Araújo, de 57 anos, foi preso nesta quarta-feira (24) acusado de estelionato. Ele já foi prefeito nas cidades de Galinhos e Serra de São Bento, distantes, respectivamente, 156 e 128 quilômetros de Natal. Segundo a Polícia Civil do Rio Grande do Norte, Ricardo Araújo vendeu apartamentos a compradores diversos de forma irregular.

Atualmente, Ricardo Araújo ocupa o cargo de tesoureiro na Prefeitura de Galinhos. A prefeita da cidade, Josineide Cunha de Medeiros, a Neidinha (PSD), é mulher dele. Ricardo Araújo chegou a se candidatar nas eleições do ano passado, mas renunciou. Ele declarou ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ter R$ 309.718,90 em bens imóveis e em cabeças de gado.

O G1 tentou contato com o advogado Felipe Cortês, mas o telefone dele estava desligado.

O ex-prefeito foi preso no fórum da zona Sul de Natal por uma equipe da Delegacia Especializada em Falsificações e Defraudações do Rio Grande do Norte (DEFD). No dia 7 de março passado, em depoimento ao delegado Júlio César Barbosa da Costa, titular da DEFD, Ricardo Araújo admitiu ter negociado apartamentos a pessoas diferentes. O G1 teve acesso com exclusividade ao documento. No termo de qualificação, o ex-prefeito diz que "revendeu os apartamentos a (…) sem cientificá-lo da sua decisão, tendo este comprador tomado conhecimento que os apartamentos tinham sido revendidos a terceiros quando procurou registrá-los em cartório".

No depoimento, Ricardo Araújo disse que "está arrependido de ter revendido os apartamentos que foram negociados com o senhor (…), uma vez que está passando por constrangimentos desnecessários".

O delegado Júlio Costa disse que as investigações sobre os crimes de Ricardo Araújo começaram há mais de dois anos. "Em 13 de abril de 2011 tomamos conhecimento que o Ricardo Araújo havia negociado três apartamentos em Capim Macio, bairro da zona Sul de Natal, com um bancário por R$ 315 mil. Mas duas dessas unidades já tinham sido negociadas anteriormente com uma empresária e com um advogado. Cada um deles comprou um apartamento por R$ 50 mil quando ainda estavam na planta", contou Júlio Costa.

Diante do que foi apurado na investigação, Júlio Costa pediu a prisão preventiva de Ricardo Araújo em 5 de março passado. O Ministério Público concordou com o pedido. No dia 21 de março, a juíza Ana Carolina Maranhão, da 2ª vara Criminal da zona Sul de Natal, decretou a prisão. Na decisão, a juíza destaca que "a permanência em liberdade do denunciado coloca em risco a aplicação da lei penal e face a gravidade dos crimes contra ele imputado (venda reiterada de apartamentos a compradores diversos) abala seriamente a ordem pública, posto que solto poderá cometer novos delitos de igual natureza".

Do G1 RN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Você não tem permissão para usar essa função.